Pular para o conteúdo principal

Biblioteca virtual oferece gratuitamente mais de 3.000 livros

do BOL, em São Paulo
  • Luiz Carlos Murauskas/Folhapress
    Acervo foi digitalizado da coleção com mais de 62 mil títulos, preservados em prédio da USP
    Acervo foi digitalizado da coleção com mais de 62 mil títulos, preservados em prédio da USP
Resultado dos esforços de coleção e preservação do empresário e bibliófilo brasileiro José Mindlin (1914-2010), a Biblioteca Brasiliana disponibilizou no começo do mês mais de 3.000 livros de seu acervo para consulta online gratuita.
Doados por José e Guita Mindlin à USP, o acervo reunido pelo casal é formado por cerca de 32,2 mil títulos e atualmente forma uma coleção preservada em um prédio da universidade, inaugurado em 2013, que também é casa de outra coleção importante, a do Instituto de Estudos Brasileiros (IEB, fundado por Sérgio Buarque de Holanda).
A coleção conta com títulos datados de 1558 à 2001, incluindo registros de alguns dos primeiros exploradores europeus no território brasileiro, como o padre José de Anchieta e o seu "Arte da grammatica da lingoa mais usada na costa do Brasil", de 1595.
O acervo pode ser consultado no seguinte endereço: https://digital.bbm.usp.br/ e é compatível com celulares. Os títulos podem ser buscados por nome, data de publicação, nome do autor ou assunto.
Expandida com o trabalho de digitalização do acervo, a lista de livros é formada, em grande parte, por títulos que já entraram em domínio público, o que permite a sua disponibilização para download.

PROGRAMA "ARTE 1" MOSTROU O PRÉDIO QUE GUARDA O ACERVO

Interessados em conhecer o acervo físico da biblioteca podem visitar o prédio, localizado na Cidade Universitária da USP, em São Paulo.
Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin
  • Rua da Biblioteca, s/n
  • Cidade Universitária, São Paulo, SP
  • CEP: 05508-065
  • Segunda a sexta-feira, das 8h30 às 18h30
(Com informações do Nexo Jornal)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/