11ª edição do Lanternas pela Paz acontece nesta sexta-feira na Lagoa do Opaia

Evento lembra os 72 anos do lançamento das bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki e convida à construção de uma cultura de paz na capital cearense 

Foto: Divulgação / Internet
 
O mês de agosto de 1945 é marcado pelo trágico acontecimento dos bombardeamentos atômicos das cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, realizados pelos Estados Unidos, durante a fase final da Segunda Guerra Mundial. Neste ano, lembram-se, com pesar, os 72 anos desse que é considerado o maior crime de guerra já sofrido pela humanidade – o primeiro ato na história no qual as armas nucleares foram utilizadas contra alvos civis, em guerra.
 
Em homenagem às vítimas dessa tragédia, a Associação dos Moradores da Vila União promove há 11 anos o evento “Lanternas pela Paz”. Neste ano, o ato pela paz mundial será realizado amanhã, sexta-feira, 11 de agosto, a partir das 16 horas.

O evento terá atrações artísticas culturais locais, além da presença da população em um ato que promove a cultura de paz na Capital.

O lançamento das lanternas na Lagoa do Opaia, que marca o encerramento do evento, está marcado para as 18 horas. Será um momento encantador, em que o gesto de sensibilidade simboliza uma mobilização contra a violência e um chamamento à construção da paz. 

Serviço
11ª edição do Lanternas pela Paz
Lagoa do Opaia
Data: 11/08/2017
A partir das 16 horas
 
Com informações da organização do evento
Boa Notícia

Comentários

Mais Visitadas

Principal nome da literatura feita para crianças no Ceará, Horácio Dídimo, morto em 2018, pode ser homenageado em Dia Estadual da Literatura Infantil

Alagoano que dirigiu filme que teve cenas gravadas em Penedo toma posse na ABL

Herança do governo golpista

Literatura e cinema ajudaram a tornar Notre-Dame conhecida no mundo