Pular para o conteúdo principal

Cearenses conquistam medalhas em Olimpíadas Internacionais na Ásia

Não é novidade que o Ceará é campeão em importar talentos na área educacional. Durante cinco anos, o Ceará foi o estado com mais aprovações para o ITA.
Além de sempre ser destaque nacional em olimpíadas e vestibulares, os estudantes cearenses são sucesso também fora do país.
Em julho deste ano, ocorreram na Ásia duas das mais importantes olimpíadas do mundo: a Olimpíada Internacional de Física (IPhO) e a Olimpíada Internacional de Química (IChO). Nas duas competições, a presença cearense foi garantida, e a medalha também.
O aluno Vinícius Gabriel Felix Barbosa estuda no Colégio Master, em Fortaleza, desde o ensino fundamental, e foi o representante brasileiro mais novo a participar da Olimpíada Internacional de Física este ano. 
Com apenas 16 anos, ele conta que se prepara desde o 8º ano para chegar a esta competição: “Participar da IPhO é um sonho que exige muito esforço e dedicação. Nós temos que começar a tentar entrar para o time desde o 8º ano e fazemos provas até o 2º ano do ensino médio”.
Vinícius viajou para a Indonésia, competiu com mais de 400 alunos de 88 países e trouxe uma medalha de bronze para casa. O professor Mário Sérgio, que compõe o núcleo especializado em Olimpíadas do Colégio Master, conta que a dedicação do aluno faz toda a diferença para chegar aos resultados.
“Normalmente o Vinícius tinha de 20 a 25 horas/aula por semana voltadas para as olimpíadas internacionais, hoje a gente pode afirmar que ele trabalha a Física a nível superior equivalente a, aproximadamente, três anos de universidade”.
A equipe brasileira deste ano conseguiu o melhor resultado do Brasil de todos os tempos na IPhO – competição que completou 50 anos em 2017. A IPhO é uma das competições mais tradicionais e desafiadoras entre os torneios de Física, em que estudantes de mais de 80 países competem individualmente em uma prova prática e uma teórica. A Olimpíada ocorreu nos dias 16 a 24 de julho.
Os destaques cearenses não param por aí. Celso Renan Barbosa Soares, aluno do Colégio Master desde a alfabetização, também conquistou uma medalha de bronze na Olimpíada Internacional de Química (IChO). O evento reuniu cerca de 300 estudantes de 80 países na Tailândia. Cada país participou com uma equipe de até quatro alunos do ensino médio, que tiveram destaque na Olimpíada Brasileira de Química do ano passado.
Celso pretende aperfeiçoar seus estudos fora do país e conta que a competição é importante para isso. “Ganhar uma medalha e um certificado numa competição tão importante a nível mundial abre muitas portas para as grandes universidades do mundo e depois de muito estudo ter conseguido isso é um sonho realizado”.

Tribuna do Ceará

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

A feira de tecnologia Campus Party Brasília 2018 foi encerrada hoje (1°), após ter reunido milhares de pessoas em torno de palestras, oficinas e atividades com temas como o uso da tecnologia da computação, robótica, empreendedorismo e startups. Essa é a segunda edição do evento em Brasília, que começou no dia 27 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha. Antes prevista para acontecer de 30 de maio a 3 de junho, a feira foi adiada para esta semana por causa da greve dos caminhoneiros. De acordo com o diretor da Campus Party Brasil, Tônico Novaes, o evento contabilizou um volume de vendas de ingressos pelo menos 30% maior que a primeira edição da Campus Party em Brasília, realizada no ano passado.  Para Tônico Novaes, a edição no Distrito Federal se destacou pela elevada participação e envolvimento dos que estão no evento.  “Os campuseiros daqui são realmente engajados no conteúdo. Andando por aqui você vai ver todos os workshops e bancadas cheias e a estrutura está bem maior que a …