Pular para o conteúdo principal

Encontro de leitores reúne cartas com percepções sobre Fortaleza

Uma folha em branco, um lápis e muitos sentimentos para externar sobre a vida, os amores e os sentimentos que Fortaleza transpassa de forma subliminar. EsTa é a premissa para o projeto "Literatura de Lua – Mapas e Cartas", um ambiente intimista para reunir  pessoas com diferentes olhares sobre a Cidade e narrá-las por meio de cartas.
O encontro será quarta-feira, dia 23 de agosto. A escritora, artista visual e curadora de literatura do Dragão do Mar, Fernanda Meireles, é a organizadora do evento que já existe há 10 anos. "Ele é diferente de um sarau e de um grupo de leitura, porque as pessoas não precisam ser só expectadores como numa palestra. Elas podem participar", explica.
O encontro será na frente do planetário do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. A leitura das cartas começa às 18 horas, e todos podem participar. As cartas podem ser enviadas de todo o Brasil para a caixa postal de Fernanda e não precisam ser assinadas. Inclusive, Fernanda conta que já recebeu a primeira carta. Anônima.
"É curioso porque nunca foi antigo. Escrever cartas é outra relação com o tempo e o espaço. A materialidade dela dispara em nós algumas percepções que estão sempre lá, mas anestesiadas".
Em um post feito em seu Facebook, Fernanda lembrou aos seguidores que para enviar uma carta de 20g pelo correio custa apenas R$ 1,25.
Ainda sobre internet, Fernanda lembrou o aplicativo recém-laçando Sarahah. "O sararah não da possibilidade de resposta. É como se fosse uma carta anônima", ela compara.
Serviço
Literatura de Lua- Cartas e Mapas
Onde: Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (rua Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema)
Quando: quarta-feira, 23, às 18h
Gratuito
Caixa postal de Fernanda Meireles
rua Doutor Bezerrinha, 110 - Rodolfo Teófilo
CEP: 60430-100, Fortaleza (Cidade Solar) Ceará.

DANIELBER NORONHA
O Povo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

A feira de tecnologia Campus Party Brasília 2018 foi encerrada hoje (1°), após ter reunido milhares de pessoas em torno de palestras, oficinas e atividades com temas como o uso da tecnologia da computação, robótica, empreendedorismo e startups. Essa é a segunda edição do evento em Brasília, que começou no dia 27 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha. Antes prevista para acontecer de 30 de maio a 3 de junho, a feira foi adiada para esta semana por causa da greve dos caminhoneiros. De acordo com o diretor da Campus Party Brasil, Tônico Novaes, o evento contabilizou um volume de vendas de ingressos pelo menos 30% maior que a primeira edição da Campus Party em Brasília, realizada no ano passado.  Para Tônico Novaes, a edição no Distrito Federal se destacou pela elevada participação e envolvimento dos que estão no evento.  “Os campuseiros daqui são realmente engajados no conteúdo. Andando por aqui você vai ver todos os workshops e bancadas cheias e a estrutura está bem maior que a …