Hércules

Grecianny Carvalho Cordeiro*

Hércules ou Héracles, o valente guerreiro grego, sempre foi conhecido pela sua coragem e destemor.
            Hércules era filho de Zeus (deus dos homens e dos imortais) e da mortal Alcmena.
            Mas a esposa de Zeus, Hera, não aceitou essa traição do marido e resolveu atormentar e punir Hércules.
            Hércules casou-se com Mégara, filha do rei de Tebas, que lhe era grato por ajudá-lo a vencer a guerra contra o Mínios. Dessa união, nasceram três filhos e o casal foi feliz por muito tempo.
            Quando Hera soube da felicidade de Hércules, lançou-lhe um acesso de loucura, fazendo com que ele matasse a esposa e os três filhos, além de tentar matar o pai adotivo, Anfitrião.
            Recobrada a sanidade, Hércules sentiu que precisava purificar-se de sua culpa. Para tanto, consultou o oráculo de Delfos, que mandou apresentar-se a Euristeu, rei de Tirinto, para que realizasse as tarefas impossíveis que lhe seriam dadas, os Doze Trabalhos de Hércules.
            Os Doze Trabalhos consistiam em: Matar o Leão de Nemeia, Matar a Hidra de Lerna, Capturar a corça cerinita, Capturar o javali de Erimanto, Limpar os estábulos de Aúgias, Expulsar os pássaros Estínfalos, Capturar o touro de Creta, Capturar as éguas de Diomedes, Pegar o cinturão de Hipólita, Roubar o gado de Gerião, Colher as maçãs de ouro das Hespérides e Trazer Cérbero do Submundo.
            Hércules executaria todas as tarefas a si atribuídas e seria purificado do assassinato de sua família.
            Depois disso, Hércules viria a se casar com Dejanira.
            O casal estava em viagem, quando o centauro Nesso tentou raptar Dejanira, sendo abatido pelas flechas envenenadas de Hércules. Agonizando, o centauro deu sua camisa encharcada de sangue para Dejanira, dizendo que, se Hércules a usasse, ficaria apaixonado por ela. Acreditando que Hércules estava apaixonado por outra pessoa, Dejanira deu a camisa para o marido, que começou a se contorcer de dor assim que o veneno tocou sua pele, sendo sua carne arrancada dos ossos.
            Mesmo padecendo com dores terríveis, Hércules arrancou as árvores para construir sua própria pira e pediu para ser queimado vivo ali.
            Com sua morte, Hércules foi alçado à condição de semideus e obteve o merecido local no Olimpo.
            Da história do herói Hércules podemos extrair a lição valorosa de que, por mais que cometamos erros, sempre é possível deles se redimir, sendo necessário, para tanto, muita coragem, persistência e esperança.
            Toda ferida pode ser curada. Todo mal pode ser reparado.
            Quase sempre.

*Promotora de Justiça

Comentários

Mais Visitadas

José, servo bom e fiel

Câmara homenageia mulheres que se destacaram na luta por direitos

Nossos escritores

Físico brasileiro recebe Prêmio Templeton de 2019

Inep cria comissão para decidir itens que farão parte do Enem 2019