Mãe: dom de Deus

Gonzaga Mota* 
Amanhã, 26/8, estarei vivenciando, ao lado de minha família, os 100 anos de idade de nossa querida mãe, Maria Helena Cavalcanti Fonseca Mota - Helenita. Filha de João Studart da Fonseca e de Maria Dolores Cavalcanti Fonseca, ficou órfã de mãe no segundo ano de vida e foi adotada por seus avós maternos: Coronel Manços Valente Cavalcanti e Henriqueta Vieira Cavalcanti - dona Sinhara. Fez seus estudos básicos nos colégios "Dorothéias", em Fortaleza, e "Sion", no Rio de Janeiro. Muito cedo, com apenas 18 anos de idade, contraiu núpcias com Fernando Cavalcante Mota, nosso querido pai, iniciando a formação de uma linda família. Dessa união matrimonial nasceram dez filhos: três mulheres e sete homens. Ao lado de Fernando, sempre procurou educar os filhos com base nos princípios cristãos visando, é claro, ao sentimento do amor. As lágrimas de satisfação que os seus descendentes amanhã deixarão cair, não virão dos olhos, mas do fundo do coração. Aliás, além dos 10 filhos, estarão agradecendo e pedindo a Helenita suas bênçãos 37 netos, 69 bisnetos e seis trinetos. Que beleza! Querida mãe, fiz para senhora um pequeno poema e, tenho certeza, evidencia o amor que toda sua família lhe dedica. São quatro estrofes de carinho e admiração: Bondosa e querida mãe Helenita; guardas os filhos dentro do coração; mostrando atitude pura e bonita. És linda como uma flor; não sei se hortênsia ou rosa; sempre dando amor. Bela como as ondas do mar; agitando carinhosamente os filhos; para que nunca deixem de amar. Generosa, pois acompanha e vigia; aqueles que dela nasceram; seguindo o exemplo de Maria.
*Professor aposentado da UFC

Comentários

Mais Visitadas

O STF é uma vergonha

Dom Aloísio em nossos corações

Papa Francisco sobre os direitos humanos: todos têm o direito de ser felizes

Além das aparências

Aluno cearense que criou app para conservação de açude recebe Prêmio Jovem Cientista