Centro Cultural Belchior abre exposição de artes

Image-0-Artigo-2287320-1
Uma das telas de Carmelita Fontenelle selecionadas para a mostra: artista completa 70 anos de dedicação à pintura e 87 de vida
A singularidade das criações da artista plástica Carmelita Fontenelle - um dos nomes mais significativos da arte naïf cearense - pode ser observada nas 37 obras que compõem a mostra "Folias da saudosa rua". A abertura acontece nesta sexta (25), às 19h, no Centro Cultural Belchior, e pode ser visitada até 16 de setembro. O roteiro da noite inclui ainda show tributo-homenagem a Belchior, pela cantora Aparecida Silvino.
Com traços simples, usando cores quentes e poucas nuances, a pintura-poesia de dona Carmelita parece querer contar histórias. A inspiração ela encontra no dia a dia de das pessoas simples, a exemplo do sertanejo, que aproveita as festas juninas para agradecer a Deus pela mesa farta - como mostra uma das telas que integra a primeira retrospectiva da carreira da artista.
Os folguedos populares cearense e nordestino, como o bumba meu boi, pastoril, maracatu e folia de reis também compõem o universo simples e espontâneo dessa pintura, que segue à risca a cartilha da arte naïf ou ingênua. Ou seja, dispensa as regras acadêmicas, desafiando os elementos de perspectiva e ponto de fuga, entre outros preceitos da arte acadêmica. Mas a mostra não enfoca apenas momentos alegres das personagens surgidas, como por magia, das mãos da artista, que começou a pintar ainda na infância - paixão intensa que se tornaria amor eterno.
Umas das telas, por exemplo, retrata um enterro infantil com toda simbologia e detalhes plásticos. O curador da exposição, o ceramista Vavá Azin, presidente da Associação dos Artistas Plásticos Profissionais do Ceará, fala sobre o trabalho da artista, que celebra 70 anos de pintura e 87 de vida - "produzindo" -, enfatiza ele. E "Folias da saudosa rua" tem esse propósito.
Azin ressalta a qualidade e a delicadeza dos trabalhos de Carmelita, comparando suas pinturas a "fotografias que saltam de dentro dela". Suas obras e apresentam riqueza de detalhes, arremata. Sobre o trabalho curatorial, esclarece que é não apenas selecionar obras, mas "trabalhar junto com o artista e fazer com que ele fique feliz".

Mais informações

Abertura da exposição "Folias da saudosa rua", da artista plástica Carmelita Fontenelle. Nesta sexta (25), às 19h, no Centro Cultural Belchior (R. Dos Pacajus, 123, Praia de Iracema). Visitação até 16 de setembro, de terça a sexta, das 10h às 21 horas; sábado e domingo, das 15 às 21h. Contato: (85) 3105.1358

Diário do Nordeste

Comentários

Mais Visitadas

MEU PROFESSOR: MEU SUPER-HERÓI

Morre, aos 92 anos, a escritora Zibia Gasparetto

LAMENTAÇÕES DE UM LÁPIS

Um mestre da literatura em Londrina

Festival Internacional de Literatura Infantil de Garanhuns abre inscrições para ateliês