Pular para o conteúdo principal

ÍCARO : SOBRE SONHAR ALTO

Grecianny Carvalho Cordeiro*
Sonhar nunca é demais.
            Em termos de sonhos, devemos sonhar o mais alto possível. Porque sonhar é da essência do ser humano. Uma vida sem sonhos mostra-se sem sentido, torna-se desmotivada, seu gosto é amargo, sua cor é acinzentada.
            Pasífae era casada com Minos, rei de Creta.
            Pasífae se apaixonou por um touro de verdade, então, pediu a Dédalo, um habilidoso mestre-artífice, para que construísse uma vaca e, para seduzir o touro, escondeu-se dentro dela. O touro, ao ver a vaca, a ela se juntou, e Pasífae gerou o Minotauro, chamado Astério, o monstro com cabeça de touro.
            Diante do nascimento de Minotauro, Pasífae pediu ajuda a Dédalo, pois precisva de um lugar para escondê-lo. Dédalo construiu o labirinto. E por muito tempo o Minotauro ali ficou preso, até ser morto pelo herói ateniense Teseu.
            Acontece que Minos descobriu as façanhas de Dédalo para ajudar sua esposa Pasífae a traí-lo e, como punição, após a morte do Minotauro, aprisionou Dédalo no próprio labirinto que construíra, junto com seu filho, o jovem Ícaro.
            Ícaro era jovem demais e não aceitava ser aprisionado naquele labirinto horrendo, perdendo-se diariamente entre suas paredes e não chegando a lugar algum.
            Diante da tristeza e da impaciência do filho, Dédalo usou sua engenhosidade para construir asas para o filho, utilizando cera do mel de abelhas e penas de gaivota. Com as asas, o filho poderia fugir do labirinto sem que Minos pudesse alcançá-lo.
            Dédalo advertiu o filho que tomasse cuidado, pois se voasse muito alto, muito perto do sol, as asas poderiam derreter, e se voasse muito baixo, as asas poderiam ficar bastante pesadas e cairia no mar.
            Ícaro estava empolgado demais para voar e alcançar a sonhada liberdade.
            A exemplo de muitos jovens, Ícaro não deu ouvidos às advertências do pai.
            E voou alto.
            Ícaro não se conteve e bateu as asas o mais forte que pode, até se aproximar do sol, encantado pela sensação de poder, de confrontar com o astro rei. Mas o intenso calor do sol começou a derreter as asas feitas de cera.
            Ícaro então caiu nas águas do mar Egeu.
            Que sonhemos muito.
            Que voemos alto.
            Mas que tenhamos sempre os pés e as mentes voltadas para a realidade, para que não surpreendamos com as quedas que não sejamos capazes de nos recompor com honradez e com dignidade.
            Que nossa ambição não seja tamanha a ponto de vendermos nossas almas, violentando nossa essência, que a arrogância não nos embote o caráter.
            Porque a vida sempre cobra um preço.


*Promotora de Justiça

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…