Pular para o conteúdo principal

Incertezas

Gonzaga Mota*
Nos últimos anos, vários brasileiros e brasileiras não estão pensando e agindo em favor do Brasil. A miséria, a desigualdade de renda, os precários níveis de educação, saúde e segurança, o desemprego, a perversa corrupção etc são indicadores que nos levam a crer que estamos passando, não sabemos o fim, por momentos de extrema gravidade.
Por quê? A perplexidade domina a maioria da população brasileira. Somos um povo bom e trabalhador, nosso território, em sua grande extensão, é saudável e compatível com ações desenvolvimentistas. Cremos que a ganância e a falta de espírito público de determinados grupos buscando mais poder, em todos os seus aspectos, provocam um desequilíbrio moral e ético, longe dos princípios básicos da Democracia. Esta apoia-se na expectativa de garantir a representatividade e a legalidade das decisões políticas. Os Artigos 2º e 5º de nossa Carta Magna mostram a desarticulação do Estado brasileiro. No Art. 2º está dito: "São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário". É triste, mas sem generalizar, podemos afirmar que é pura balela.
A imprensa nos mostra, diariamente, desentendimentos e brigas entre membros dos Poderes constituídos e até do mesmo Poder. O que está ocorrendo em certas ocasiões não é o debate e a discussão válida e cívica sobre teses e diretrizes, mas a "judicialização da política" e a "politização da Justiça".
Com relação ao Art. 5º, "Todos são iguais perante a lei, sem distinção...", vem sendo um dispositivo de natureza retórica. Democraticamente, precisamos repensar o Brasil.
*Professor aposentado da UFC

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

A feira de tecnologia Campus Party Brasília 2018 foi encerrada hoje (1°), após ter reunido milhares de pessoas em torno de palestras, oficinas e atividades com temas como o uso da tecnologia da computação, robótica, empreendedorismo e startups. Essa é a segunda edição do evento em Brasília, que começou no dia 27 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha. Antes prevista para acontecer de 30 de maio a 3 de junho, a feira foi adiada para esta semana por causa da greve dos caminhoneiros. De acordo com o diretor da Campus Party Brasil, Tônico Novaes, o evento contabilizou um volume de vendas de ingressos pelo menos 30% maior que a primeira edição da Campus Party em Brasília, realizada no ano passado.  Para Tônico Novaes, a edição no Distrito Federal se destacou pela elevada participação e envolvimento dos que estão no evento.  “Os campuseiros daqui são realmente engajados no conteúdo. Andando por aqui você vai ver todos os workshops e bancadas cheias e a estrutura está bem maior que a …