Lady Gaga posta foto rezando com terço e reacende rumores sobre “conversão”

A foto contrasta com a performance da cantora exibida num clipe de 2010 que irritou cristãos de todo o mundo; na ocasião, ela engolia um rosário

Um post feito por Lady Gaga em seu perfil no Instagram tem alimentado as especulações de mudança de vida da cantora, que estaria se aproximando da fé católica. Na foto, ela aparece rezando com um terço nas mãos. Na descrição ela explica o motivo pelo qual ficará longe de apresentações nos próximos meses. Após ter cancelado o show que faria no Rock in Rio, na última semana, agora ela adiou uma parte de sua turnê pela Europa, devido às fortes dores que sente no corpo, por causa da fibromialgia, uma síndrome clínica que afeta principalmente a musculatura. A previsão é de que até o início de 2018 ela não volte aos palcos.
A devoção expressada pela imagem difere muito do escândalo provocado pelo clipe da música Alejandro, de 2010, no qual ela aparece engolindo um terço. Essa foi uma das várias performances executadas pela artista no passado que despertaram a ira de cristãos, chegando a gerar boatos em ambientes religiosos de que a cantora era praticante do satanismo. Desde 2016, contudo, não há registros de novas agressões à fé cristã.
No ano passado, para a surpresa dos fãs, a cantora publicou no Instagram uma foto sua segurando uma bíblia e ao lado de um padre. Na legenda, ela agradecia as palavras ditas por ele na missa daquela manhã.  “Obrigada, padre Duffell, pela bela homilia, como sempre”, dizia ela. A foto foi feita no restaurante italiano do pai de Lady Gaga, em Nova York.
A repercussão da foto gerou uma nova manifestação pública de fé. Isso por que um artigo publicado pelo site CatholicLink questionava quão legítimas seriam as manifestações das celebridades sobre fé, e citava a foto de Gaga. A própria cantora respondeu num comentário também publicado no Instagram: “Não somos só ‘celebridades’: somos humanos e pecadores, filhos, e nossas vidas não estão vazias de valores, porque lutamos. Nós fomos perdoados tanto quanto o nosso próximo. Deus nunca é modinha, não importa quem seja o crente”.
Também em 2016, no mês de abril, ela postou outra foto entrando em uma igreja católica de Chicago. Em fevereiro do mesmo ano publicou um trecho do Salmo 25, que contém trechos como: “Por amor de vosso nome, Senhor, perdoai meu pecado, por maior que seja” e “Olhai-me e tende piedade de mim, porque estou só e na miséria. Aliviai as angústias do meu coração, e livrai-me das aflições. Vede minha miséria e meu sofrimento, e perdoai-me todas as faltas”.
Agora, parece que diante do delicado momento em que sua saúde atravessa, Lady Gaga se apoia mais uma vez em sua fé. A nota que acompanha a imagem dela com o rosário em mãos diz:
“Sempre fui sincera sobre minhas lutas de saúde física e mental. É complicado e difícil de explicar, e estamos tentando descobrir isso. Assim que eu me fortalecer e quando me sentir pronta, vou contar a minha história e planejo levar isso com força para que eu não só possa aumentar a conscientização, mas expandir a pesquisa para os outros que sofrem como eu, para que eu possa ajudar a fazer uma diferença. Eu uso a palavra “sofrer” não por piedade, ou atenção, e fiquei desapontada por ver pessoas online sugerindo que estou sendo dramática, fazendo isso ou me fazendo de vítima, para sair de turnê. Se você me conhecesse, você saberia que isso não poderia estar o mais longe da verdade. Eu sou uma lutadora. Eu uso a palavra sofrer não só porque o trauma e a dor crônica mudaram minha vida, mas porque eles me impedem de viver uma vida normal. Eles também estão me impedindo de fazer o que mais amo no mundo: atuar para os meus fãs. Estou ansiosa por voltar à minha turnê em breve, mas tenho que estar com meus médicos agora, para que eu possa ser forte e pode me apresentar para todos vocês nos próximos 60 anos ou mais. Eu amo muito vocês”.




Comentários

Mais Visitadas

LAMENTAÇÕES DE UM LÁPIS

Dentro da rotina das redes sociais, mulheres dividem as dificuldades e os pontos positivos de expor a maternidade

A Palavra Não

MEU PROFESSOR: MEU SUPER-HERÓI