Pular para o conteúdo principal

Morre a professora e escritora cearense Luiza de Teodoro

Morreu neste domingo (3) a educadora e escritora Luiza de Teodoro Vieira. Ela é autora de diversos livros, que foram usados para alfabetizar estudantes. Neste ano, foi agraciada com a maior honraria do Governo do Estado, a Medalha da Abolição. O corpo será velado hoje, a partir das 21h30min, na Igreja Comunidade do Amor, no bairro Rodolfo Teófilo.
Em nota, o Theatro José de Alencar e o Sistema Estadual de Teatros se solidarizam com os parentes, amigos e alunos da professora. “A educadora teve sua trajetória marcada por uma incansável luta pela promoção da educação e do conhecimento em nosso estado. A ela o reconhecimento e a gratidão por oportunizar a muitos um bem tão precioso”.
Na rede estadual de ensino, ela dá nome a uma Escola Estadual de Educação Profissional, em Pacatuba.
O pai foi jornalista, dono do jornal independente “O Imparcial”, e também foi funcionário público da Secretaria da Polícia. A mãe, professora de uma escola municipal em Maracanaú, a quem acompanhava em diversas oportunidades. Depois, ela se transferiu para a Secretaria da Educação, onde trabalhou até se aposentar.

Trajetória
Quando foi para a escola, aos cinco anos, já sabia ler. Estudou até a 2ª série no Grupo Escolar José de Alencar e, depois, foi para a Escola Normal Cristiniano de Serpa, ambos colégios públicos. Sempre teve um histórico escolar exemplar.

Formou-se em História pela Universidade Católica, que já estava passando a ser Universidade Estadual do Ceará (Uece). É membro do Conselho de Avaliação do Programa Alfabetização Solidária e autora de livros como “Cartilha da Ana e do Zé” e “Um Certo Planeta Azul”.
Em 2011, recebeu da Câmara Municipal de Fortaleza o Troféu Paulo Petrola de Educação pelo trabalho exercido na área. (Fonte: Governo do Estado)

Tribuna do Ceará

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

A feira de tecnologia Campus Party Brasília 2018 foi encerrada hoje (1°), após ter reunido milhares de pessoas em torno de palestras, oficinas e atividades com temas como o uso da tecnologia da computação, robótica, empreendedorismo e startups. Essa é a segunda edição do evento em Brasília, que começou no dia 27 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha. Antes prevista para acontecer de 30 de maio a 3 de junho, a feira foi adiada para esta semana por causa da greve dos caminhoneiros. De acordo com o diretor da Campus Party Brasil, Tônico Novaes, o evento contabilizou um volume de vendas de ingressos pelo menos 30% maior que a primeira edição da Campus Party em Brasília, realizada no ano passado.  Para Tônico Novaes, a edição no Distrito Federal se destacou pela elevada participação e envolvimento dos que estão no evento.  “Os campuseiros daqui são realmente engajados no conteúdo. Andando por aqui você vai ver todos os workshops e bancadas cheias e a estrutura está bem maior que a …