#projetonovobonsucesso resgata a autoestima e investe no município de Quixeré

As atividades são realizadas no município de Quixeré e têm como objetivo incentivar a autonomia dos moradores e geração de empregos na cidade
Momento de atividades, aula de flauta com as crianças do município. Foto: Clicia Weyne
A convivência, o esporte e a cultura como fatores que agregam saberes tradicionais, tecnologia e geração de emprego e renda, na construção de viver juntos e morar bem. Essa é a proposta do #projetonovobonsucesso: iniciativa de responsabilidade socioambiental da Cimento Apodi, em Quixeré, a 201 quilômetros de Fortaleza, na localidade Bonsucesso. Entre todos os ganhos, o maior é o empoderamento dos moradores, que voltaram a acreditar que o lugar em que nasceram e vivem tem grandes qualidades e pode voltar a ser produtivo, fértil e gerador de emprego e renda.
Ação
Capoeira, futsal, aulas de Violão e flauta, diagnóstico de potencial produtivo pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Banco do Nordeste (BNB) com incentivo para criação de galinhas caipiras, estímulo ao desenvolvimento regional do Baixo Jaguaribe, envolvendo outras empresas e instituições dos municípios no processo, e capacitação para formação de Associação Comunitária para representar os moradores. Essas são algumas das ações realizadas pela empresa e que devolveram ao Bonsucesso o sentimento de pertencimento à localidade.

“Hoje, nós recuperamos a fé em nós mesmos.Queremos nos dedicar ao local em que moramos e transformá-lo em espaço de conquistas cada vez melhores.”, afirma Sílvia Pinheiro, líder e empreendedora local. O trabalho consistiu, primeiro, no Censo que relatou quantas famílias vivem no local, qual sua situação socioeconômica e as principais atividades desenvolvidas pela população. A partir daí, foi traçado um diagnóstico e apresentado à comunidade.
Com esse conhecimento em mãos, os próprios moradores foram convidados a participar de encontros nos quais apontaram suas prioridades: elevação da escolaridade, valorização do esporte e cultura, melhorias em saúde, infraestrutura e educação infantil, acesso às oportunidades de trabalho e geração de emprego e renda. Uma vez que foram apontadas as necessidades mais importantes, todos colocaram a mão na massa. Parcerias foram realizadas para alcançar o objetivo: que as pessoas se sintam bem e felizes no local em que moram.
E todos, realmente, participaram: voluntários da própria comunidade se manifestaram para serem embaixadores de cada área e ajudar as melhorias a acontecerem. A Indra Consultoria, contratada pela Cimento Apodi para realizar o trabalho, do diagnóstico à execução, estabeleceu uma conexão entre a empresa, os poderes públicos da região, entre eles a Prefeitura de Quixeré, outras organizações do setor privado e terceiro setor, e o principal ator desse processo, a comunidade.
No percurso, com participação da Cimento Apodi, da gestão municipal e o voluntariado dos moradores, os campos de futebol e vôlei foram revitalizados, os acessos e algumas ruas passaram por obras, houve incremento nos serviços de saúde e educação para a população, foram realizados reparos para melhorar o uso da água disponível, os moradores que já trabalharam com agricultura familiar foram apresentados ao Projeto de Criação de Galinhas Caipiras, que será realizado com o apoio do Sebrae e do BNB, as festas tradicionais voltaram a contar com o entusiasmo e o apoio de todos e a formação da associação comunitária para representar os interesses do local está sendo viabilizada.
“Acreditamos nessa Comunidade, no seu potencial e no potencial do esporte e cultura para que eles reconstruam a autoestima. Por isso, patrocinamos vocações que já existiam quando chegamos, que são os times de Futsal e Capoeira, voltados para pessoas de todas as idades, estimulando a vida saudável. Já para despertar o interesse pela produção musical, o amor pela arte e incentivar a concentração entre crianças e jovens, estamos investindo para crianças e jovens em aulas de violão e flauta.”, explica Fábio Martins, Gerente Geral da Fábrica Cimento Apodi.
Com informações da jornalista Clicia Weyne
Boa Notícia

Comentários

Mais Visitadas

As dores da humanidade

Tudo começa com o caderno de caligrafia

Missão da Unesco faz primeira visita ao Museu Nacional

Bancário faz sua estreia como escritor

Livro aborda a memória crítica da escravidão