Pular para o conteúdo principal

SALVE ,SALVE NOSSA PÁTRIA AMADA

Grecianny Carvalho Cordeiro*

Passado o Dia da Independência, nunca é demais refletir sobre o nosso Brasil, sobre um povo que mesmo sem brado retumbante, nem por isso deixa de ser heroico.
            Porque para ser brasileiro tem que ser herói.
            Para aguentar tanto descaso do poder público, dos políticos e demais autoridades.          Para aguentar as malas de dinheiro oriundas da corrupção e as contas nos paraísos fiscais que tanto poderiam melhorar os terríveis serviços públicos prestados pelo Estado, que só cobra impostos sem aplicar o dinheiro arrecadado nas áreas para as quais deveria destiná-lo.
            O Brasil de um sonho intenso, um raio vívido de amor e de esperança não consegue se fazer real em sua terra, e o céu continua nebuloso e tristonho com tanta desesperança que nos invade o peito.
            Um país gigante pela própria natureza, belo e forte, amesquinhado e minimizado pelos homens públicos que o governam, com suas maracutaias, com seus jogos de interesses de toma lá, dá cá, usurpando e se apropriando da riqueza que deveria ser de todos os brasileiros.
            Brasil. Teu futuro deveria espelhar grandeza, mas tudo o que se consegue ver é um mar de lama de corrupção, assegurando que vivamos sempre andando para trás, regredindo ao invés de progredir.
            Pátria amada. És mesmo mãe gentil. Pois mesmo sendo ultrajada por tantos filhos teus que fogem à luta, que não te temem, nem te adoram, consegue se manter em pé, mesmo que nem tão firme nem tão forte.
            Pátria amada que somente os corruptos e corruptores deitam em berço esplêndido, ao som do mar e à luz do céu profundo, em seus iates, helicópteros e jatinhos que os transportam para ilhas, casas de veraneio, viagens pagas com o dinheiro que deveria servir ao povo.
            O Brasil, o florão da América, não mais fulguras nem ilumina ao sol do novo mundo, embotado pelos filhos degradados que exterminam as flores de teus campos, que eliminam todas as formas de vida dos seus bosques, vendendo sua floresta, loteando suas terras, exterminando os sonhos de um futuro próspero e de paz, pois não há glórias no passado, tampouco no presente.
            A justiça, quando tenta erguer a clava forte, se enfraquece por si mesma e por aqueles que contra si investem, porque nem a temem nem a adoram, pelo contrário, a manipulam e a enganam.
            Pátria amada em que o salve, salve, se transformou em grito de guerra de facções criminosas dentro e fora dos presídios.
            És mesmo mãe gentil e por isso adorada.
            Pobre Brasil.
*Promotora de Justiça

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

A feira de tecnologia Campus Party Brasília 2018 foi encerrada hoje (1°), após ter reunido milhares de pessoas em torno de palestras, oficinas e atividades com temas como o uso da tecnologia da computação, robótica, empreendedorismo e startups. Essa é a segunda edição do evento em Brasília, que começou no dia 27 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha. Antes prevista para acontecer de 30 de maio a 3 de junho, a feira foi adiada para esta semana por causa da greve dos caminhoneiros. De acordo com o diretor da Campus Party Brasil, Tônico Novaes, o evento contabilizou um volume de vendas de ingressos pelo menos 30% maior que a primeira edição da Campus Party em Brasília, realizada no ano passado.  Para Tônico Novaes, a edição no Distrito Federal se destacou pela elevada participação e envolvimento dos que estão no evento.  “Os campuseiros daqui são realmente engajados no conteúdo. Andando por aqui você vai ver todos os workshops e bancadas cheias e a estrutura está bem maior que a …