União familiar

Gonzaga Mota*
A Sagrada Família representa um exemplo para nós, mediante os sentimentos do amor, da humildade, da esperança, enfim, da solidariedade humana. É difícil viver fora do ambiente familiar. Na medida em que tenhamos uma família bem constituída, com certeza, as dificuldades e os problemas da vida cotidiana serão ultrapassados com mais facilidade e menos sofrimento. Nesta linha de pensamento, é básico reconhecermos a importância dos valores espirituais sobre os materiais. Aqueles são duradouros e nos conduzirão à vida eterna. Estes são efêmeros e, nem sempre, nos proporcionam, apesar do conforto, a alegria permanente. Os pais sabem a oportunidade de aconselhar, perdoar, compreender, a importância da paciência e da sinceridade, os momentos de repreensão - sem denegrir a imagem dos filhos -, a prudência nos julgamentos, e a liberdade com responsabilidade. Os ensinamentos e os exemplos paternos são fundamentais para uma educação saudável.
A união familiar é importante para que possamos educar os filhos em um ambiente de paz e concórdia. Segundo Coelho Neto, "É na educação dos filhos que se revelam as virtudes dos pais". Por sua vez, os filhos devem respeitar a autoridade dos pais, sem apresentar uma atitude de subserviência, mas de amor e carinho. Quando falamos em educação, não pretendemos nos deter apenas no aspecto do conhecimento formal. Mas, principalmente à educação comportamental, representativa do caráter, do modo de ser, de amar o próximo, daquela educação que muitas vezes não se apreende na escola e sim, em sua grande parte, no dia a dia da família unida.


*Professor aposentado da UFC

Comentários

Mais Visitadas

Há 50 anos, primeira mulher negra era eleita ao Congresso nos EUA

O Irmão Carlos de Foucauld

MASP completa 50 anos de histórias

Escreve Pe. Jocy - Dom Delgado

Memorial do Holocausto lembra 80 anos da Noite dos Cristais em SP