Pular para o conteúdo principal

Aparecida: 300 anos

Padre Geovane Saraiva*
Pe. Geovane SaraivaGrande é a alegria do jubileu dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, quando, agradecidos, recordamos o inaudito acontecimento, na pesca milagrosa de 1717, no Rio Paraíba do Sul-SP. A comemoração do referido jubileu teve início aos 12 de outubro de 2016, com todo o seu desenrolar e conclusão para 12 de outubro de 2017, com o que foi proposto: celebrar, fazer memória e agradecer. O convite belo e maravilhoso de Maria é o de nos mostrar o caminho certo do seu Filho Jesus, com feliz esperança e gratidão de Deus, como nas palavras tão conhecidas: “Fazei tudo o ele vos disser” (cf. Jo 2, 5). A Virgem Aparecida quer nos ensinar a confiança no Deus das Bodas de Caná, para que não nos falte o vinho da nova aliança, bom e inigualável, segura garantia do nosso alimento rumo ao final feliz da eterna romaria: a Jerusalém celeste.

Resultado de imagem para a padroeira do brasil 300 anosComo católicos, não podemos perder de vista o grande sinal, claro, nítido e seguro: o da presença da mãe de Deus, que quis se estabelecer, com sinais inconfundíveis, num centro de devoção mariana de romaria, como tão bem se canta pelo Brasil afora, em versos e prosa: “Sou caipira, Pirapora nossa / Senhora de Aparecida / Ilumina a mina escura e funda / O trem da minha vida”; tudo para que na força e graça salvadora de Jesus de Nazaré se expressasse e expandisse livremente a vontade de Deus, através de uma mulher que soube recorrer a quem podia socorrer diante da aflição, quando o vinho tinha se acabado. Que o “olhar terno e maternal da Virgem morena e nos olhos da gente simples que nela contemplava o segredo da esperança mova o povo brasileiro a enfrentar com fé e coragem os desafios de cada dia” (Papa Francisco).

Quão maravilhoso é em Maria não se encontrar nada de obstáculo, de imperfeição, de falha! Somos animados, em nossa persistente caminhada do dia a dia, a buscar, triunfantemente, a esperança da vida eterna. Ao encerrar o Ano Mariano do Tricentenário da Padroeira do Brasil, que fique sempre mais clara a nossa missão, de prosseguir nosso caminho rumo ao definitivo, na certeza de que árdua e exigente é a caminhada. Guardemos no coração a seguinte imagem da Santa Mãe de Deus: “É a toda bela, toda pura, toda santa, a glória de Jerusalém, a alegria de Israel, a honra do seu povo, a nossa honra, garantindo o pleno êxito da redenção pela sua íntima participação na obra redentora do seu Filho”. Assim seja!

*Pároco de Santo Afonso e vice-presidente da Previdência Sacerdotal, integra a Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza -geovanesaraiva@gmail.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/