Facebook testa botão de 'contexto' para combater notícias falsas

O novo recurso permitirá que os usuários vejam o contexto da fonte de uma notícia com um único clique, sem sair do Facebook.
A iniciativa é a mais recente do Facebook para conter o fluxo de notícias falsas e desinformação.
A iniciativa é a mais recente do Facebook para conter o fluxo de notícias falsas e desinformação. (Facebook/Divulgação)

O Facebook informou nesta quinta-feira que está testando um novo "botão" para permitir que os usuários obtenham mais contexto sobre a fonte de uma notícia, em mais uma tentativa de reduzir a desinformação na rede social.
O novo recurso permitirá que os usuários vejam o contexto da fonte de uma notícia com um único clique, sem sair do Facebook.
"Estamos testando um botão que as pessoas podem clicar para acessar facilmente informações adicionais sem precisar ir para outro lugar", disse um post no blog do Facebook assinado pelos gerentes de produtos Andrew Anker, Sara Su e Jeff Smith.
"A informação contextual adicional é puxada de todo o Facebook e de outras fontes", como a Wikipedia, acrescenta o texto.
"Ajudar as pessoas a acessar esta importante informação contextual pode ajudá-las a avaliar se os artigos são de um editor em que confiam e se a própria história é crível".
A iniciativa é a mais recente do Facebook para conter o fluxo de notícias falsas e desinformação, após revelações de que as notícias não verificadas se tornaram virais nas redes sociais durante as eleições de 2016.
O anúncio chega um dia depois de que senadores americanos disseram que pediriam aos executivos do Facebook, Google e Twitter que testemunhassem em uma audiência no dia 1º de novembro sobre os esforços russos para manipular plataformas de internet durante a campanha eleitoral.


AFP

Comentários

Mais Visitadas

O Irmão Carlos de Foucauld

Há 50 anos, primeira mulher negra era eleita ao Congresso nos EUA

MASP completa 50 anos de histórias

Memorial do Holocausto lembra 80 anos da Noite dos Cristais em SP

Escreve Pe. Jocy - Dom Delgado