Festival de Teatro Infantil do Ceará começa hoje, em Fortaleza

A multinstrumentista Fernanda Cabral, de Brasília, vai apresentar entre recém-nascidos FOTO DIVULGAÇÃO
A multinstrumentista Fernanda Cabral, de Brasília, vai apresentar entre recém-nascidos FOTO DIVULGAÇÃO
Nascido com a vocação para o teatro e mantendo estreita ligação com outras linguagens, o Festival Internacional de Teatro Infantil do Ceará (TIC) começa hoje em Fortaleza com espetáculos que pretendem atingir várias idades e várias infâncias. As atividades também acontecem em Sobral, a partir de quarta-feira, 11. Para compor a programação, que é totalmente gratuita, serão recebidos grupos e artistas com diferentes origens: São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Brasília, Bósnia, Peru, Bélgica, Israel, Espanha, Itália, Dinamarca.
“Procuramos atender sempre o maior número de crianças e nosso olhar é sempre para as narrativas. Considerando os desejos, as frustrações da criança contemporânea. Dizendo não aos conteúdos infantiloides e a reprodução desse mercado. Trazemos para a criança o que tem de melhor, mais novo e mais profundo”, destaca Osiel Gomes, diretor do festival, ressaltando que ações formativas e lúdicas são desenvolvidas ao longo do ano como mecanismo de fomentar as produções locais. Coletivos cearenses como Grupo Bagaceira de Teatro, Grupo Bricoleiros e Cia Prisma das Artes integram a programação.
Teatro para bebês
Quando se fala em atender a todas as infâncias, estão inclusas aquelas pessoas que ainda nem saíram da maternidade ou que nem aprenderam a falar. Seguindo uma tendência do festival nos últimos anos, serão realizadas apresentações no Hospital e Maternidade Eugênia Pinheiro e no Teatro Sesc Iracema destinadas a um público que está em fase de experimentação do mundo. Fernanda Cabral, multinstrumentista e diretora da Cia Studio Sereia, de Brasília, vai apresentar um espetáculo para recém-nascidos fruto de pesquisa realizada desde o início dos anos 2000. viajando entre Europa e América Latina, ela entendeu que é necessário trabalhar através do som. Assim, em visita a maternidades, realiza pequenos concertos no percurso dos corredores. “E vou criando essas canções em função do que acontece ali, na relação entre mãe e bebê”, explica a artista. O trabalho, aponta, é uma forma de reestabelecer vínculos afetivos, emocionais e sonoros.

Formado pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Wellington Fonseca encontrou no teatro uma forma de expandir fronteiras. Em 2014, participou de uma oficina reveladora sobre o trabalho artístico voltado para bebês. De lá para cá, estudou, aprimorou opções e encontrou os modelos de seu próprio espetáculo.
A Cia Prisma de Artes estreia A menina que buscava o sol
A Cia Prisma de Artes estreia A menina que buscava o sol

SERVIÇO

Festival Internacional de Teatro Infantil do Ceará
Quando: de 6 a 12 de outubro, em Fortaleza, e de 11 a 16 em Sobral
Onde: Fortaleza ( Hospital e Maternidade Eugênia Pinheiro; Sesc Iracema; Theatro José de Alencar; Centro Cultural Bom Jardim e Centro Dragão do Mar)
Gratuito.
Informações: www.festivaltic.com.br
O Povo

ISABEL COSTA

Comentários

Mais Visitadas

Jesus não precisava ser batizado

"Harry Potter" ajuda a salvar histórica Livraria Lello, em Portugal

A verdadeira estrela

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Filmes se destacam por mostrar a vida de mulheres ligadas à literatura