Festival de Teatro Infantil do Ceará começa hoje, em Fortaleza

A multinstrumentista Fernanda Cabral, de Brasília, vai apresentar entre recém-nascidos FOTO DIVULGAÇÃO
A multinstrumentista Fernanda Cabral, de Brasília, vai apresentar entre recém-nascidos FOTO DIVULGAÇÃO
Nascido com a vocação para o teatro e mantendo estreita ligação com outras linguagens, o Festival Internacional de Teatro Infantil do Ceará (TIC) começa hoje em Fortaleza com espetáculos que pretendem atingir várias idades e várias infâncias. As atividades também acontecem em Sobral, a partir de quarta-feira, 11. Para compor a programação, que é totalmente gratuita, serão recebidos grupos e artistas com diferentes origens: São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Brasília, Bósnia, Peru, Bélgica, Israel, Espanha, Itália, Dinamarca.
“Procuramos atender sempre o maior número de crianças e nosso olhar é sempre para as narrativas. Considerando os desejos, as frustrações da criança contemporânea. Dizendo não aos conteúdos infantiloides e a reprodução desse mercado. Trazemos para a criança o que tem de melhor, mais novo e mais profundo”, destaca Osiel Gomes, diretor do festival, ressaltando que ações formativas e lúdicas são desenvolvidas ao longo do ano como mecanismo de fomentar as produções locais. Coletivos cearenses como Grupo Bagaceira de Teatro, Grupo Bricoleiros e Cia Prisma das Artes integram a programação.
Teatro para bebês
Quando se fala em atender a todas as infâncias, estão inclusas aquelas pessoas que ainda nem saíram da maternidade ou que nem aprenderam a falar. Seguindo uma tendência do festival nos últimos anos, serão realizadas apresentações no Hospital e Maternidade Eugênia Pinheiro e no Teatro Sesc Iracema destinadas a um público que está em fase de experimentação do mundo. Fernanda Cabral, multinstrumentista e diretora da Cia Studio Sereia, de Brasília, vai apresentar um espetáculo para recém-nascidos fruto de pesquisa realizada desde o início dos anos 2000. viajando entre Europa e América Latina, ela entendeu que é necessário trabalhar através do som. Assim, em visita a maternidades, realiza pequenos concertos no percurso dos corredores. “E vou criando essas canções em função do que acontece ali, na relação entre mãe e bebê”, explica a artista. O trabalho, aponta, é uma forma de reestabelecer vínculos afetivos, emocionais e sonoros.

Formado pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Wellington Fonseca encontrou no teatro uma forma de expandir fronteiras. Em 2014, participou de uma oficina reveladora sobre o trabalho artístico voltado para bebês. De lá para cá, estudou, aprimorou opções e encontrou os modelos de seu próprio espetáculo.
A Cia Prisma de Artes estreia A menina que buscava o sol
A Cia Prisma de Artes estreia A menina que buscava o sol

SERVIÇO

Festival Internacional de Teatro Infantil do Ceará
Quando: de 6 a 12 de outubro, em Fortaleza, e de 11 a 16 em Sobral
Onde: Fortaleza ( Hospital e Maternidade Eugênia Pinheiro; Sesc Iracema; Theatro José de Alencar; Centro Cultural Bom Jardim e Centro Dragão do Mar)
Gratuito.
Informações: www.festivaltic.com.br
O Povo

ISABEL COSTA

Comentários

Mais Visitadas

O Irmão Carlos de Foucauld

Há 50 anos, primeira mulher negra era eleita ao Congresso nos EUA

Memorial do Holocausto lembra 80 anos da Noite dos Cristais em SP

MASP completa 50 anos de histórias

Escreve Pe. Jocy - Dom Delgado