Pular para o conteúdo principal

Lu Mattos aposta na carreira solo e lança seu primeiro CD autoral "Roseira"

Show será no dia 21 de outubro, às 20h30, na Sala Juvenal Dias do Palácio das Artes.
O álbum possui nove faixas que transitam entre o Rock, Pop, Reggae e ritmos brasileiros, como o baião.
O álbum possui nove faixas que transitam entre o Rock, Pop, Reggae e ritmos brasileiros, como o baião. (Leonardo Guimarães)

Com 19 anos de carreira, a cantora e compositora mineira Lu Mattos desponta no cenário musical e exala seu melhor momento com o show de lançamento de seu primeiro trabalho solo autoral, o CD “Roseira”, no dia 21 de outubro, às 20h30, na Sala Juvenal Dias, no Palácio das Artes. (avenida Afonso Pena, 1537, Centro). Os ingressos custam R$ 10.
“Essa nova fase é muito importante para mim. Ao olhar minha trajetória, vejo o quanto aprendi, principalmente na forma de compor, que é hoje mais madura. As canções refletem muito sobre o que penso, a conjuntura atual que vivemos e o que sou, uma pessoa alegre e grata à vida. E é isso que quero passar para o público”, afirma Lu Mattos.
Produzido por Pedro Cassini, o álbum possui nove faixas que transitam entre o Rock, Pop, Reggae e ritmos brasileiros, como o baião. Destaque para as músicas “Roseira”, “Lua”, “Um, dois, três” e “Carnaval”. A maioria das letras tem cunho sentimental, simbolizadas pelo vermelho das rosas, que se destaca nas fotos do CD e permite mostrar a beleza e a delicadeza do trabalho de Lu Mattos, cuja voz transmite suavidade e autenticidade.  
Além das nove canções do álbum, Lu Mattos apresentará o single “Amizade”, que será lançado oficialmente no ano que vem, e interpretará músicas de artistas consagrados, como Roberto Carlos, Belchior, Caetano Veloso e Gilberto Gil. “Farei releituras desses grandes mestres que influenciaram a minha carreira”, diz. O show contará com a direção musical de Adriano Aquino e a presença de vários músicos na formação de sua big band, além de participações especiais.
Sobre Lu Mattos
Belo-Horizontina, Lu Mattos teve contato com a música desde nova. Ao nascer, já foi presenteada pelos pais com um piano e, aos sete anos, iniciou seus estudos na musica clássica. Mais tarde, passou a tocar violão, companheiro inseparável para compor suas canções.
Sob influência paterna, sua carreira iniciou-se no rock, liderando a banda Fata Morgana no final dos anos 90. Com a maturidade passou a absorver outros gêneros musicais, com os quais se identifica, interpreta e são bases fundamentais para a construção de sua identidade como compositora. A cantora já se apresentou em diversos espaços culturais da capital mineira.  
Serviço:
Lu Mattos aposta na carreira solo e lança seu primeiro CD autoral “Roseira”
Data: 21/10/2017
Local:  Sala Juvenal Dias, no Palácio das Artes. (avenida Afonso Pena, 1537, Centro)
Horário: 20h30
Ingressos: R$ 10

Ivana Andrade

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

A feira de tecnologia Campus Party Brasília 2018 foi encerrada hoje (1°), após ter reunido milhares de pessoas em torno de palestras, oficinas e atividades com temas como o uso da tecnologia da computação, robótica, empreendedorismo e startups. Essa é a segunda edição do evento em Brasília, que começou no dia 27 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha. Antes prevista para acontecer de 30 de maio a 3 de junho, a feira foi adiada para esta semana por causa da greve dos caminhoneiros. De acordo com o diretor da Campus Party Brasil, Tônico Novaes, o evento contabilizou um volume de vendas de ingressos pelo menos 30% maior que a primeira edição da Campus Party em Brasília, realizada no ano passado.  Para Tônico Novaes, a edição no Distrito Federal se destacou pela elevada participação e envolvimento dos que estão no evento.  “Os campuseiros daqui são realmente engajados no conteúdo. Andando por aqui você vai ver todos os workshops e bancadas cheias e a estrutura está bem maior que a …