Pular para o conteúdo principal

Projeto Baú de Leitura entrega 800 livros na Semana das Crianças no Ceará

Com apoio da Enel, o projeto segue fomentando e incentivando a formação de novas bibliotecas com a distribuição de acervos literários. Em doze anos de projeto, já foram entregues mais de 145 mil livros no Ceará
 
Foto: Reprodução/Internet
Na semana do dia das crianças, o projeto Baú de Leitura pretende levar literatura e alegria, de forma lúdica, para as bibliotecas comunitárias dos municípios de Aquiraz e Salitre. Durante a ação, que conta com o apoio da Enel, através da Lei do Mecenato Estadual – Secult/Ce, serão entregues 2 baús de leitura com um acervo de 400 livros/cada, acompanhados de uma contação de histórias com a Casa do Conto.
Para o coordenador do projeto, o baú vem se integrando nas comunidades de forma muito ativa, participando do dia a dia das pessoas como um espaço de lazer, lúdico, de encontro. “O baú é a novidade que chega para as crianças com páginas coloridas e cheias de aventuras e conhecimento. Quando chegamos às comunidades, as crianças logo na entrega do acervo já ficam abrindo os livros com muito entusiasmo. Isso é algo precioso para elas, é notório para quem observa.”, explica Almir Mota
O projeto chega ao seu 12º ano de atividade com a entrega de 364 Baús de Leitura, totalizando cerca de 145.600 livros distribuídos em todo o Ceará. O projeto que neste ano já passou por 12 bibliotecas comunitárias, objetiva ainda nesta edição entregar mais 15 baús de leitura, totalizando a distribuição de 6.000 livros.
DataBibliotecas BeneficiadasCidades
09/10Biblioteca Comunitária Pastoral da CriançaSalitre/ A entrega será realizada na Biblioteca Púb. Menezes Pimentel, localizada na Estação, no Centro de Fortaleza
11/10Biblioteca Comunitária Tapera das artesAquiraz

Inclusão social e cultural

Para quem já é beneficiado pelo projeto, o baú representa mais do que o acesso à leitura. “É uma ponte fundamental para o crescimento e formação de novos cidadãos”, explica a presidente da ONG Movamu´s (Movimento de Valorização das Mulheres) Clara Silveira Fernandes, do município de Itapajé, a 125 quilômetros de Fortaleza.
Na comunidade Bairro dos Ferros, onde a ONG já funcionava como Ponto de Leitura desde 2013, o baú foi mais uma ferramenta para integrar a comunidade na discussão em torno da violência contra a mulher, respeito, cidadania, envolvendo crianças, adolescentes e pais. “Atualmente, temos um acervo de 700 livros na biblioteca, que vai da literatura à pesquisa e títulos infanto juvenis”, explica Clara, que compõem o grupo de cinco colaboradores que ajudam na manutenção da biblioteca, que foi batizada de Biblioteca Professora Zelândia, em homenagem à professora e escritora da comunidade.
A biblioteca também passou a integrar o cadastro de Bibliotecas Comunitárias da Secretaria de Cultura do Estado. “Isso significa que o equipamento passa a integrar o Sistema Estadual de Bibliotecas do Estado do Ceará e ter benefícios que vão além do recebimento do acervo do projeto do Baú de Leitura. Agora poderão participar de formações, a exemplo do IV Seminário, e serão acompanhados pelo projeto, poderão ainda receber doação de livros e participar dos encontros organizados pelo Sistema.”, fala Júlia Barros
Municípios
Neste ano, o projeto atendeu as cidades de: Senador Pompeu, Quixadá, Viçosa do Ceará, Itarema, Ipaporanga, Pentecoste, Crato, Caucaia, Maracanaú e Fortaleza, nos bairros Alagadiço Novo, Jardim Iracema e Praia do Futuro. Foram beneficiadas 12 bibliotecas comunitárias cadastradas junto ao Sistema Estadual de Bibliotecas/CE gerida pela Secult/CE. Estão previstos ainda para esta edição a entrega de mais 15 baús de leituras.
Casa do Conto
Realizado pela Casa do Conto, o Baú de Leitura foi criado em 2005, para ampliar e fomentar o surgimento de novos espaços de leitura em comunidades de baixo IDH do Ceará. O projeto entrega um baú em cada comunidade com 400 livros para crianças e jovens. O projeto já beneficiou mais de 100 mil crianças e adolescentes de escolas públicas e organizações não-governamentais e está atualmente beneficiando bibliotecas comunitárias para expandir a oferta e alcançar mais leitores.
Durante a entrega do Baú de Leitura há sempre uma sessão de contação de histórias com a equipe da Casa do Conto. As histórias são narradas de maneira lúdica, acompanhadas por músicas, a fim de estimular ainda mais o gosto pela leitura.
O projeto reforça o compromisso da Enel com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) “Educação de Qualidade”, uma agenda de objetivos e metas originados a partir da Rio +20 e aprovados na Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (25-27 de setembro 2015).
Ao todo são 17 objetivos e 169 metas úteis para o desenvolvimento sustentável, desafios que requerem uma parceria global com a participação ativa de todos, incluindo governos, sociedade civil, setor privado, academia, mídia, e Nações Unidas. Mais informações em: http://www.pnud.org.br/.

Boa Notícia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

A feira de tecnologia Campus Party Brasília 2018 foi encerrada hoje (1°), após ter reunido milhares de pessoas em torno de palestras, oficinas e atividades com temas como o uso da tecnologia da computação, robótica, empreendedorismo e startups. Essa é a segunda edição do evento em Brasília, que começou no dia 27 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha. Antes prevista para acontecer de 30 de maio a 3 de junho, a feira foi adiada para esta semana por causa da greve dos caminhoneiros. De acordo com o diretor da Campus Party Brasil, Tônico Novaes, o evento contabilizou um volume de vendas de ingressos pelo menos 30% maior que a primeira edição da Campus Party em Brasília, realizada no ano passado.  Para Tônico Novaes, a edição no Distrito Federal se destacou pela elevada participação e envolvimento dos que estão no evento.  “Os campuseiros daqui são realmente engajados no conteúdo. Andando por aqui você vai ver todos os workshops e bancadas cheias e a estrutura está bem maior que a …