As 10 obras de arte mais caras da história após recorde de Leonardo da Vinci

A venda nesta quarta-feira (15), por US$ 450,3 milhões, de "Salvator Mundi", de Leonardo da Vinci, coloca essa obra na liderança da lista de quadros mais caros vendidos em leilões, incluindo comissões e outras taxas.
O ranking não leva em consideração as vendas privadas, cujos valores não são divulgados com frequência.
Como exemplo, durante um evento privado no fim de 2015, a casa Christie's teria vendido um quadro do americano Willem De Kooning por US$ 300 milhões ao investidor Kenneth Griffin, segundo a imprensa.
Um colecionador suíço teria vendido uma obra de Gauguin também por US$ 300 milhões em fevereiro de 2005, segundo o jornal "The New York Times".

Veja o ranking das 10 obras mais caras vendidas em leilões

 
'Salvator Mundi', de Leonardo da Vinci, é exibida na Christie durante coletiva de imprensa (Foto: Timothy A. Clary/AFP)
'Salvator Mundi', de Leonardo da Vinci, é exibida na Christie durante coletiva de imprensa (Foto: Timothy A. Clary/AFP)
1. "Salvator Mundi" de Leonardo da Vinci, vendida em 15 de novembro de 2017 por US$ 450,3 milhões na Christie's de Nova York.
2. "As mulheres de Argel (versão 0)", óleo de Pablo Picasso vendido por US$ 179,4 milhões em 11 de maio de 2015 na Christie's de Nova York.
 
A tela 'Nu couché', de Amedeo Modigliani, considerada uma das obras maiores do mestre (Foto: Courtesy of Christie's Images via AP)
A tela 'Nu couché', de Amedeo Modigliani, considerada uma das obras maiores do mestre (Foto: Courtesy of Christie's Images via AP)
3. "Nu deitado", de Amedeo Modigliani, vendida por US$ 170,4 milhõesem 9 de novembro de 2015 na Christie's de Nova York.
4. "Três estudos de Lucian Freud", um tríptico de Francis Bacon, vendido por US$ 142,4 milhões em 12 de novembro de 2013 na Christie's de Nova York.
 
A obra 'O grito', de Edvard Munch (1863-1944), vendida por US$ 119,9 milhões na Sotheby's em 2012 (Foto: Carl Court/AFP)
A obra 'O grito', de Edvard Munch (1863-1944), vendida por US$ 119,9 milhões na Sotheby's em 2012 (Foto: Carl Court/AFP)
5. "O grito", de Edvard Munch, vendida por US$ 119,9 milhões em 2 de maio de 2012 na Sotheby's de Nova York.
 
"Untitled", de Basquiat: peça foi vendida por mais de R$ 370 milhões em maio deste ano (Foto: Sotheby's / via AP Photo)
6. Tela sem título de Jean-Michel Basquiat, vendida por US$ 110,5 milhões em 18 de maio de 2017 na Sotheby's de Nova York.
7. "Nu, folhas verdes e busto", de Pablo Picasso, vendida por US$ 106,4 milhões em 4 de maio de 2010 na Christie's de Nova York.
 
O quadro 'Silver Car Crash (Double Disaster)', de Andy Warhol. (Foto: Arquivo / Sotheby's/ Via AP Photo)
O quadro 'Silver Car Crash (Double Disaster)', de Andy Warhol. (Foto: Arquivo / Sotheby's/ Via AP Photo)
8. "Silver car crash (double disaster)", de Andy Warhol, vendida por US$ 105,4 milhões em 13 de novembro de 2013 na Sotheby's de Nova York.
9. "Muchacho con pipa" (Rapaz com cachimbo), outra obra de Pablo Picasso, vendida por US$ 104,2 milhões em 5 de maio de 2004 na Sotheby's de Nova York.
 
'Nurse', de Roy Lichtenstein, obteve US$ 95,3 milhões no mesmo leilão da Christie's (Foto: TIMOTHY A. CLARY/AFP)
'Nurse', de Roy Lichtenstein, obteve US$ 95,3 milhões no mesmo leilão da Christie's (Foto: TIMOTHY A. CLARY/AFP)
10. "Nurse" (Enfermeira), um quadro icônico de Roy Lichtenstein, vendido por US$ 95,37 milhões em 9 de novembro de 2015 na Christie's de Nova York.

Do G1

Comentários

Mais Visitadas

Alagoano que dirigiu filme que teve cenas gravadas em Penedo toma posse na ABL

Literatura e cinema ajudaram a tornar Notre-Dame conhecida no mundo

Principal nome da literatura feita para crianças no Ceará, Horácio Dídimo, morto em 2018, pode ser homenageado em Dia Estadual da Literatura Infantil

Herança do governo golpista

Catedral de Notre-Dame, em Paris, sofre incêndio na tarde desta segunda-feira