Pular para o conteúdo principal

Cientista cria dispositivo cerebral que pode ajudar pessoas com Alzheimer

Do UOL, em São Paulo
  • Getty Images
Dong Song, um professor de pesquisa de engenharia biomédica da Universidade do Sul da Califórnia (USC) construiu um implante cerebral que pode melhorar a memória humana de curto prazo em 15% e a memória de trabalho em 25%. A boa notícia é que o dispositivo poderia ajudar pessoas impactadas por doença de Alzheimer e demência.
De acordo com o New Scientist, o dispositivo é o primeiro a efetivamente melhorar a memória humana. Para testar o implante, a equipe do professor contou com a ajuda de 20 voluntários, que tiveram o dispositivo implantado no cérebro, coletando dados sobre a atividade cerebral durante testes projetados para estimular a memória de curto prazo ou a de trabalho.
Os pesquisadores determinaram, então, o padrão associado ao ótimo desempenho da memória e usaram os eletrodos do dispositivo para estimularem o cérebro, que seguiu o mesmo padrão durante testes posteriores.
Com base nessas pesquisas, esse estímulo melhorou a memória de curto prazo em cerca de 15% e a memória de trabalho em cerca de 25%. Quando os pesquisadores estimularam o cérebro aleatoriamente, o desempenho piorou. "Estamos escrevendo o código neural para melhorar a função da memória. Isso nunca foi feito antes", disse Song ao New Scientist.

Problema crescente

Embora uma memória melhor possa ser útil para estudantes que estão em época de provas ou para aqueles de nós com alguma dificuldade em lembrar nomes, isso pode significar uma mudança de vida para pessoas afetadas pela demência e pela doença de Alzheimer.
A idade é um fator de maior risco para a doença, de acordo com a Alzheimer's Association. A grande maioria dos pacientes possui mais de 65 anos. Com os avanços na medicina e nos cuidados com a saúde aumentando continuamente nosso tempo de vida, esse segmento da população está crescendo dramaticamente e, até 2030, espera-se que 20% dos cidadãos dos EUA tenham mais de 65 anos.
Obviamente que é necessário um teste adicional antes que o dispositivo de Song possa ser aprovado como tratamento para demência ou doença de Alzheimer, mas se for capaz de ajudar esses pacientes a recuperarem parte de sua função de memória perdida, o impacto será sentido não apenas pelos próprios pacientes, mas por seus familiares e até mesmo a economia em geral.
BOL Notícias

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

A feira de tecnologia Campus Party Brasília 2018 foi encerrada hoje (1°), após ter reunido milhares de pessoas em torno de palestras, oficinas e atividades com temas como o uso da tecnologia da computação, robótica, empreendedorismo e startups. Essa é a segunda edição do evento em Brasília, que começou no dia 27 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha. Antes prevista para acontecer de 30 de maio a 3 de junho, a feira foi adiada para esta semana por causa da greve dos caminhoneiros. De acordo com o diretor da Campus Party Brasil, Tônico Novaes, o evento contabilizou um volume de vendas de ingressos pelo menos 30% maior que a primeira edição da Campus Party em Brasília, realizada no ano passado.  Para Tônico Novaes, a edição no Distrito Federal se destacou pela elevada participação e envolvimento dos que estão no evento.  “Os campuseiros daqui são realmente engajados no conteúdo. Andando por aqui você vai ver todos os workshops e bancadas cheias e a estrutura está bem maior que a …