Festival de dança contemporânea tem apresentações gratuitas no Rio de Janeiro

Vinicius Lisboa - Repórter da Agência Brasil
(Festival Panorama/Divulgação)
Espaços culturais do Rio de Janeiro, como o Circo Voador e a Escola de Artes Visuais do Parque Laje, serão ocupados a partir de hoje (3) por espetáculos de dança contemporânea que fazem parte do Festival Panorama.
O primeiro módulo da programação vai até o dia 12 de novembro e tem apenas apresentações gratuitas ou com ingressos de até R$ 20. O festival retorna com mais dois módulos, em dezembro e janeiro.
Participam do festival companhias de dança internacionais e brasileiras. As nacionais participam pela primeira vez da mostra Panorama.br, que estreia este ano e reunirá dez grupos de diversas partes do país.
No primeiro dia, a programação terá o espetáculo suíço Sing The Positions, que se apresenta às 19h no Espaço Cultural Sérgio Porto, no Humaitá. A entrada custa R$ 20 a coreografia reune dois bailarinos durante 50 minutos, em um jogo de músicas e texturas sonoras. A classificação etária é livre.
Em seguida, o centro cultural recebe o espetáculo argentino Daimón, às 21h, em que uma boxeadora profissional dança uma coregrafia que representa constante estado de luta contra um inimigo indefinido. A classificação etária é de 12 anos.
A programação gratuita começa amanhã (4) na Escola de Artes Visuais do Parque Laje, no Jardim Botânico, com a performance One One One, em que os dançarinos tentam transformar as emoções do público em coreografias. A classificação etária é livre, e o espetáculo começa às 10h, com a previsão de durar duas horas.
Além dos espetáculos, o festival terá no dia 6 um debate sobre liberdade de expressão e direito, que será realizado no Salão Nobre da seccional fluminense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RJ), às 13h. A classificação etária é 18 anos e a entrada é franca.

Comentários

Mais Visitadas

Alagoano que dirigiu filme que teve cenas gravadas em Penedo toma posse na ABL

Literatura e cinema ajudaram a tornar Notre-Dame conhecida no mundo

Principal nome da literatura feita para crianças no Ceará, Horácio Dídimo, morto em 2018, pode ser homenageado em Dia Estadual da Literatura Infantil

Herança do governo golpista

Catedral de Notre-Dame, em Paris, sofre incêndio na tarde desta segunda-feira