Pular para o conteúdo principal

Semana em alusão ao dia da Consciência Negra segue com programação especial

O Dia da Consciência Negra, 20 de outubro, será celebrado com uma programação especial nos equipamentos da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará. Exibição de filmes e apresentações artísticas no Cineteatro São Luiz, palestras na Biblioteca Pública Espaço Estação, Museu do Ceará e Casa de Juvenal Galeno, além de uma Missa Afro no Theatro José de Alencar e o Festival Internacional de Folclore do Ceará estão programados para acontecer em alusão à data. A programação dos equipamentos pode ser conferida no site da Secult: www.secult.ce.gov.br.
Museu do Ceará
O Museu do Ceará realizou, no dia 16/11, a oficina colaborativa para a reformulação do módulo Escravidão e Abolicionismo no Ceará, componente da exposição de longa duração do Museu do Ceará. Com a atividade, o Museu do Ceará convida professores, pesquisadores, estudantes e demais interessados nas questões que envolvem o Negro e a História do Ceará para participarem do processo de reelaboração da proposta expositiva do módulo “Escravidão e Abolicionismo no Ceará”.

Já na manhã do dia 21 de novembro, a partir de 8h, acontece no Museu o urso de Formação Política para Mulheres Negras, ministrado em parceria com o Instituto Negra do Ceará – INEGRA. No dia 23 de novembro, às 10h, é a vez da palestra sobre o dia da Consciência Negra, com a Professora Mestra em História, Cícera Barbosa, do Instituto INEGRA. Toda a programação é aberta ao público.
Cineteatro São Luiz
O curta-metragem “Cappuccino com Canela” Curta-metragem escrito e dirigido por Déo Cardoso (o mesmo diretor de “Pode me chamar de Nadí”), será exibido no Cineteatro São Luiz, no dia 20 de novembro, às 11h, seguindo de debate. A programação inteira tem entrada franca.

Durante o mês de novembro, o São Luiz também exibe o curta-metragem “Disque Quilombola”, de David Reeks, que retrata aspectos da cultura afrodescendente dentro da programação do projeto ‘Escola no Cinema”, a ser realizado nos dias 07, 08, 14, 16, 17, 22, 23 e 24/11, com sessões sempre às 9h e 14h30, para escolas e outras instituições, com agendamento prévio.
Casa de Juvenal Galeno
A casa da cultura popular cearense realiza no dia 20/11, às 17h, duas palestras envolvendo a temática do Dia da Consciência Negra, em parceria com Academia Afrocearense de Letras (AAFROCEL). A primeira delas é intitulada “A criação do Movimento Negro”, ministrada pela professora Joelma Gentil. A segunda se chama “Gênero e Racismo”, ministrada por Thiana Rodrigues.

Theatro José de Alencar
No dia 21 de novembro, às 17h, no Theatro José de Alencar, acontece um momento de celebração intitulado Missa Inculturada – Missa Afro, com o Maracatu Nação Iracema. A Missa Inculturada acontece no dia da Consciência Negra e busca refletir sobre a memória de Zumbi dos Palmares, líder quilombola martirizado em defesa da liberdade do povo negro. O Maracatu Nação Iracema irá apresentar partes da Missa Inculturada que reúne elementos da cultura afro-brasileira em memória da história e da cultura do povo negro, presente no uso das cores, na música, nas danças e na reverência à memória dos antepassados.

Biblioteca Pública Espaço Estação
Já no dia 21/11, às 14h, a Biblioteca Pública do Ceará – Espaço Estação realiza a Leitura Compartilha especial, trazendo a acessibilidade para as leituras de mundo, em alusão ao Dia Nacional da Consciência Negra. O objetivo da atividade é fazer uma reflexão sobre a importância do povo e da cultura africana, assim como o impacto que tiveram no desenvolvimento da identidade da cultura brasileira. A Biblioteca celebra a data trazendo a Leitura Compartilhada, que é uma forma acessível de leitura coletiva, realizada por uma pessoa com deficiência auditiva e uma pessoa com deficiência visual, contemplando a leitura em Braille e a tradução em libras. Seguida a essa leitura, haverá uma palestra com Hilário Ferreira, pesquisador da Cultura e História do Negro no Ceará. A atividade é gratuita.

Com informações da Assessoria de Comunicação
Boa Notícia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/