Pular para o conteúdo principal

Alerta de desastres naturais por SMS começa a funcionar em mais três estados

Foram disparados 697 alertas, por meio de mais de 5.3 milhões de mensagens.
Deslizamento de terra na BR-040, que liga o Rio de Janeiro a Juiz de fora.
Deslizamento de terra na BR-040, que liga o Rio de Janeiro a Juiz de fora. (Divulgação/ Arquivo Prefeitura de Petrópolis)

A partir de hoje (18), o serviço de alertas emergenciais enviados pela Defesa Civil Nacional por mensagem de celular (SMS) passa a estar disponível também para as populações dos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul.
Gratuito, o serviço tem o objetivo de alertar os moradores dos estados sobre o risco de inundações, alagamentos, temporais, deslizamentos de terra e outras ocorrências, bem como sobre os procedimentos de segurança a serem adotados em caso de desastres naturais.
Os interessados em receber eventuais alertas para as regiões onde vivem devem se cadastrar no sistema da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional. Para isso, basta responder ou enviar mensagem de texto (SMS) para o número 40199, informando o CEP (Código de Endereçamento Postal) da área já coberta pelo sistema para a qual deseja receber os avisos. O serviço pode ser posteriormente cancelado sem custos, bastando enviar a mensagem CANCELAR para o mesmo número.
Coordenado pelo Ministério da Integração Nacional, em parceria com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e empresas de telefonia móvel, o sistema começou a funcionar efetivamente em outubro deste ano no Paraná e em Santa Catarina. Em meados de novembro, o serviço foi ampliado para o estado de São Paulo.
Nos três primeiros estados onde o serviço foi implementado, o total de usuários cadastrados já supera 1 milhão; foram disparados 697 alertas, por meio de mais de 5.3 milhões de mensagens.
“São mensagens exitosas, como no caso do Paraná, onde alertamos, com três horas de antecedência, sobre o risco de granizo, e a população pôde se abrigar em local seguro, guardar os veículos”, disse o diretor do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), Élcio Barbosa. Para ele, o sistema é uma importante ferramenta para salvar vidas e minimizar prejuízos.
Destacando a gratuidade do serviço, o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, falou hoje sobre a importância da adesão da população ao sistema. “Temos buscado tecnologias que permitam à população estar informada preventivamente a respeito de eventos [climáticos] que estejam ocorrendo em seus estados, a fim de reduzirmos os impactos dos desastres naturais, poupando vidas. Desde outubro, quando iniciamos a instalação desta ferramenta em alguns estados, verificamos que ela é eficaz e benéfica.”
Segundo Barbalho, a intenção do ministério é que o serviço esteja disponível aos moradores de todas as regiões até março de 2018. “Avançaremos até que, na primeira quinzena de março, todas as unidades da Federação estejam disponibilizando este sistema”, acrescentou o ministro. A previsão é de que, em janeiro, o serviço esteja disponível às populações de Goiás, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais.

Agência Brasil

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

A feira de tecnologia Campus Party Brasília 2018 foi encerrada hoje (1°), após ter reunido milhares de pessoas em torno de palestras, oficinas e atividades com temas como o uso da tecnologia da computação, robótica, empreendedorismo e startups. Essa é a segunda edição do evento em Brasília, que começou no dia 27 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha. Antes prevista para acontecer de 30 de maio a 3 de junho, a feira foi adiada para esta semana por causa da greve dos caminhoneiros. De acordo com o diretor da Campus Party Brasil, Tônico Novaes, o evento contabilizou um volume de vendas de ingressos pelo menos 30% maior que a primeira edição da Campus Party em Brasília, realizada no ano passado.  Para Tônico Novaes, a edição no Distrito Federal se destacou pela elevada participação e envolvimento dos que estão no evento.  “Os campuseiros daqui são realmente engajados no conteúdo. Andando por aqui você vai ver todos os workshops e bancadas cheias e a estrutura está bem maior que a …