Alunos do Estado terão carteira de motorista gratuitamente

Até março do ano que vem, serão distribuídas 8 mil carteiras de motorista gratuitas. Camilo Santana lançou o programa ontem FABIO LIMA
Alunos de 14 escolas da rede pública estadual estiveram ontem no Palácio da Abolição durante o lançamento do projeto CNH Popular Estudantil. A ação contemplará estudantes de todo o Ceará com oferta de carteiras de motorista (das categorias A e B) gratuitas. O objetivo do programa é estimular o estudo facilitando o acesso ao documento para quem não tem condições financeiras de adquiri-lo. Serão distribuídas 4 mil Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) ainda neste ano e outras 4 mil em março de 2018, para alunos que concluíram o 3º ano do ensino médio no começo de 2017 e no fim, respectivamente. Para se utilizar do benefício, o estudante deve ter pelo menos 80% de frequência e estar entre as melhores médias de seu colégio. 
O número de carteiras de motorista disponibilizado será proporcional ao de alunos em cada escola. Segundo o secretário da Educação do Ceará, Idilvan Alencar, serão disponibilizadas, no mínimo, cinco CNHs para cada instituição. 
A estudante Fernanda Nascimento, 17, da Escola de Ensino Fundamental e Médio (EEFM) Paróquia da Paz, em Fortaleza, assume que, sem a iniciativa, teria que deixar o sonho de aprender a dirigir para depois. “Agora com isso vou poder tirar (a carteira) mais tranquilamente”, diz. O estudante Matheus Lima, 17, da Escola de Ensino Médio (EEM) Raimundo Nogueira, em Horizonte (Grande Fortaleza), considera o projeto um “grande avanço para a juventude”. “Possibilita que a gente tenha acesso à faculdade sem precisar usar ônibus público e com mais segurança”, comemora.  
“O desejo de obter a CNH é algo que mexe muito com alunos quando eles estão completando 18 anos. É sinônimo de liberdade e de independência”, argumenta o superintendente do Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE), Igor Ponte. Segundo o governador Camilo Santana (PT), o investimento anual com o projeto é entre R$ 6 milhões e R$ 6,5 milhões, considerando o valor de cada CNH (entre R$ 1.500 e R$ 2.000).  
O CNH Popular Estudantil também contempla estudantes do Ensino de Jovens e Adultos (EJA), tanto presencial quanto à distância. Para os concludentes do ensino médio que ainda não têm 17 anos, o direito de tirar o documento se estende em até um ano.
HELOISA VASCONCELOS
O Povo

Comentários

Mais Visitadas

Físico brasileiro recebe Prêmio Templeton de 2019

Câmara homenageia mulheres que se destacaram na luta por direitos

Inep cria comissão para decidir itens que farão parte do Enem 2019

José, servo bom e fiel

Primeira edição da Semana de Arte Unifor abraça diversidade de linguagens e expressões