Pular para o conteúdo principal

Amigos e admiradores destacam a vida e obra de Francis Vale

O cineasta, compositor e escritor paraense Francis Vale morreu em Fortaleza, na madrugada desta sexta, 8, vítima de um câncer. Ele construiu grande parte da carreira no Estado e é considerado um nome fundamental na história e na produção cultural local, com atuação no cinema, com documentários como "Dom Fragoso" (sobre o religioso paraibano) e "Trem da Alegria" (seu mais recente trabalho, que fala sobre o time de futebol de mesmo nome que enfrentou a ditadura), e na música (tendo sido um nome importante na época do chamado Pessoal do Ceará, que reuniu nomes como Belchior, Fagner, Téti e Rodger Rogério, e atuado como compositor).
O secretário da cultura de Fortaleza, Evaldo Lima, destacou a importância de Francis. “Ele é um homem fundamental para a cultura do Ceará. Me ensinou muito, foi meu mestre em ética, estética, cinema, literatura, poesia. É uma perda extraordinária, inestimável”, afirmou em entrevista ao O POVO, por telefone. Em nota, o prefeito Roberto Cláudio lembra o nome do cineasta como “um irrequieto e propositivo agente da nossa cultura cinematográfica” e defensor de “um cinema que mergulhasse profundamente na nossa história e defendesse de forma aguerrida os valores de nossa gente”, destacando ainda a militância do paraense.
O secretário da cultura do Estado, Fabiano Piúba, destacou a atuação de Francis na época da ditadura militar. “Ele era, sobretudo, um guerreiro. Quando jovem, combateu veementemente e politicamente com sua arte os desmandos dos militares. Ele nos deixa um legado muito importante, sua última lição, que é de lutar até o fim”, afirmou Fabiano.
Curador do Cineteatro São Luiz, Duarte Dias ressaltou a importância profissional de Francis, mas, em especial, a sua amizade com  cineasta. "Era uma relação próxima. Militamos juntos nas entidades de classe do audiovisual,trabalhamos na formulação de algumas iniciativas em torno da atividade audiovisual no Ceará. Para além da convivência em torno da atividade profissional, fundamentalmente eu perdi um amigo, alguém que eu admirava muito. Um ser humano generoso, que não fugia aos embates necessários”, lamentou Duarte.
JOÃO GABRIEL TRÉZ
O Povo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

A feira de tecnologia Campus Party Brasília 2018 foi encerrada hoje (1°), após ter reunido milhares de pessoas em torno de palestras, oficinas e atividades com temas como o uso da tecnologia da computação, robótica, empreendedorismo e startups. Essa é a segunda edição do evento em Brasília, que começou no dia 27 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha. Antes prevista para acontecer de 30 de maio a 3 de junho, a feira foi adiada para esta semana por causa da greve dos caminhoneiros. De acordo com o diretor da Campus Party Brasil, Tônico Novaes, o evento contabilizou um volume de vendas de ingressos pelo menos 30% maior que a primeira edição da Campus Party em Brasília, realizada no ano passado.  Para Tônico Novaes, a edição no Distrito Federal se destacou pela elevada participação e envolvimento dos que estão no evento.  “Os campuseiros daqui são realmente engajados no conteúdo. Andando por aqui você vai ver todos os workshops e bancadas cheias e a estrutura está bem maior que a …