Pular para o conteúdo principal

Escândalo de abusos sexuais às portas da Academia Sueca

Uma imagem do Comitê do Nobel em Estocolmo.
Uma imagem do Comitê do Nobel em Estocolmo.  (AFP)
Academia Sueca, instituição que concede anualmente o Nobel de Literatura, se viu envolvida em denúncias contra o marido de uma de suas integrantes, acusado de cometer abusos sexuais e de vazar o nome de vários ganhadores do prestigioso prêmio.
Dezoito mulheres revelaram anonimamente há alguns dias supostas situações de assédio e abuso sexual, algumas delas ocorridas em instalações vinculadas à academia. Três das mulheres agora afirmam que esse mesmo homem em três ocasiões antecipou publicamente quem seria o ganhador do Nobel, informa o jornal Dagens Nyheter.
Os nomes vazados seriam os da austríaca Elfriede Jelinek(Nobel em 2004), do britânico Harold Pinter (2005) e do francês Patrick Modiano (2014), segundo o principal jornal sueco. A reportagem acrescenta que esse indivíduo teria se gabado de uma suposta participação na concessão do Nobel de 2008 ao francês Jean-Marie Gustave Le Clézio.
Embora o Dagens Nyheter mantenha o anonimato sobre esta “personalidade cultural”, como foi batizado o homem, outros veículos o identificaram como Jean-Claude Arnault, dramaturgo e fotógrafo francês há décadas radicado na Suécia e casado com a escritora Katarina Frostenson, uma dos 18 membros da academia.
“Nada mais me surpreende sobre essa pessoa, esse safado. Suponho que soube por sua mulher”, disse Peter Englund, secretário permanente da Academia Sueca entre 2009 e 2015, ao mesmo jornal.
Englund admitiu que chegou a ser informado, a partir de um artigo na imprensa francesa, que Arnault poderia ser o responsável pelos vazamentos, mas este negou tudo.
Nos últimos anos, houve inúmeras suspeitas sobre vazamentos do ganhador do Nobel de Literatura, com casos chamativos como o de De Clézio, quando a casa de apostas britânica Ladbrokes teve que fechar os prognósticos horas antes do anúncio, porque o autor, que antes pagava 15 para 1, já estava cotado a 2 a 1.
O antecessor de Englund no cargo, Horace Engdahl, disse na época que estava convencido de que ocorrera um vazamento, mas agora se recusou a falar sobre o caso, argumentando que violaria as normas da instituição, da qual continua sendo membro.
El País

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

A feira de tecnologia Campus Party Brasília 2018 foi encerrada hoje (1°), após ter reunido milhares de pessoas em torno de palestras, oficinas e atividades com temas como o uso da tecnologia da computação, robótica, empreendedorismo e startups. Essa é a segunda edição do evento em Brasília, que começou no dia 27 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha. Antes prevista para acontecer de 30 de maio a 3 de junho, a feira foi adiada para esta semana por causa da greve dos caminhoneiros. De acordo com o diretor da Campus Party Brasil, Tônico Novaes, o evento contabilizou um volume de vendas de ingressos pelo menos 30% maior que a primeira edição da Campus Party em Brasília, realizada no ano passado.  Para Tônico Novaes, a edição no Distrito Federal se destacou pela elevada participação e envolvimento dos que estão no evento.  “Os campuseiros daqui são realmente engajados no conteúdo. Andando por aqui você vai ver todos os workshops e bancadas cheias e a estrutura está bem maior que a …