Nova edição do Clube de Psicanálise discute o consumo na sociedade

O sociólogo polonês Zygmunt Bauman, falecido no início deste ano, escreveu diversos livros abordando o conceito de liquidez na modernidade DIVULGAÇÃO
O sociólogo polonês Zygmunt Bauman, falecido no início deste ano, escreveu diversos livros abordando o conceito de liquidez na modernidade DIVULGAÇÃO
Zygmunt Bauman já falava sobre a liquidez da vida e como as efemeridades das vivências podem afetar, de forma mais sutil ou complexa, o cotidiano das pessoas. Seguindo tal linha de raciocínio, o Clube de Psicanálise traz para a última edição da temporada, hoje, 13, o tema Entre pílulas e posts: velocidade e hiperconsumo, uma conversa sobre o desejo de consumir que aflora na sociedade nas datas comemorativas. A discussão será analisada por meio da ótica psicanalítica e econômica, e traz como debatedoras a psicóloga e curadora do projeto, Alice Carneiro, e a jornalista Neila Fontenele.
O Clube de Psicanálise vem promovendo discussões informais sobre temas que inquietam e chamam por reflexão, como a censura na arte e o ódio na contemporaneidade que, de acordo com Alice, é um tema “bastante atual frente ao nosso cenário político”. Para a última edição da temporada, o tema em questão será o hiperconsumo.
“Escolhemos por conta do Natal, devido ao apelo do consumismo que fica mais evidente nessa época do ano, e contrasta com o fato de ser uma data religiosa que acaba se tornando bem soberba nesse aspecto” aponta ela.
Neila explica que considera importante falar sobre o assunto porque, com a “correria extrema”, muitas vezes as pessoas consomem sem ter um propósito e se “deixam levar” por questões culturais, por exemplo. “Nós somos seres faltosos e é essa falta que nos move, mas não entendemos que essa necessidade nunca será preenchida.
Por isso a importância de significar as coisas”, comenta. Ressalta também que a falta de significado das coisas “causa uma dor”, porque as pessoas compram para aparentar que são “pessoas felizes e com sucesso”. Ela aponta que essa será uma “oportunidade para refletir juntos sobre essas questões, sobre o que estamos fazendo”.
O projeto — realizado pela Livraria Dummar — retorna em março de 2018 com uma nova temporada. Os encontros são realizados uma vez por mês, sempre abordando algum aspecto revelante na contemporaneidade.

Serviço
Clube de Psicanálise
Quando: hoje, 13, às 19 horas
Onde: Espaço O POVO de Cultura & Arte (av. Aguanambi, 282 - Joaquim Távora)
Gratuito
Telefone: 3255 6226
MARCELA BENEVIDES
O Povo

Comentários

Mais Visitadas

O Irmão Carlos de Foucauld

Há 50 anos, primeira mulher negra era eleita ao Congresso nos EUA

Memorial do Holocausto lembra 80 anos da Noite dos Cristais em SP

MASP completa 50 anos de histórias

Escreve Pe. Jocy - Dom Delgado