Como usar o Twitter na sala de aula

Por: Débora Garofalo
Twitter: plataforma pode ser usada para desenvolver textos e incentivar interação em sala de aula    Foto: Getty Images
Adotar ferramentas de comunicação não é fácil. Inúmeras vezes, após tentativas frustradas, ficamos com a impressão que não vamos dominar essas plataformas e nem fazer uso delas em sala de aula. Ainda assim, acredito que é fundamental incorporá-las ao processo de educação. Hoje quero compartilhar com você o uso do Twitter em sala de aula.
Em tempos em que vemos uma grande disseminação de ódio nas redes sociais, temos uma oportunidade de explicar aos alunos e refletir sobre o seu uso no dia a dia. O Twitter é uma ferramenta que pode ser aproveitada para dinamizar o ensino. Se fizermos um uso personalizado, podemos estreitar laços entre professores e estudantes. Os docentes ganham um espaço para colaboração, verificar aspectos do ensino que muitas vezes é difícil fazer em sala de aula – como o desenvolvimento e produção de texto, melhoria do desenvolvimento da escrita, aprofundamento sobre um determinado assunto, apresentação e difusão de uma ideia e debate entre os estudantes.
Se pensarmos que as redes sociais passam a fazer parte do cotidiano dos estudantes cada vez mais cedo, fica claro que essa é uma realidade imutável. Mais do que entreter, as redes podem se tornar ferramentas de interação valiosas para apoiar o trabalho em sala de aula.
O primeiro passo é saber quantos dos seus alunos possuem perfis em redes sociais, e conversar com os jovens sobre os cuidados necessários para utilização de redes sociais. O seu uso pode ocorrer por equipamentos (computadores e tablets) ou celulares, o que auxilia a direcionar o seu uso para práticas pedagógicas.

Ilustração: Getty Images
Um pouco sobre o Twitter
O Twitter é uma das redes sociais mais utilizadas no mundo, permitindo que os usuários enviem e recebam atualizações de notícias e informações em tempo real. Os textos de até 280 caracteres, conhecidos como tweets, podem conter links de vídeo e fotos para os usuários que seguem o seu perfil, criando uma interação com as pessoas. A seguir você encontra um passo-a-passo para criar uma conta e iniciar o seu uso:
Criar Conta
O primeiro passo para introduzir o assunto é convidar os alunos a criarem sua conta. Isso pode ser feito em conjunto com a turma durante a aula.

“Twittada”
Para essa atividade, que tal falar sobre um filme/série que os alunos viram e ou um assunto do momento, uma notícia interessante? Vale tudo nessa primeira “twittada”. A graça está justamente em contar as pequenas coisas.

Encontrar amigos e começar a segui-los
Com a conta criada, auxilie os alunos a encontrar os amigos na rede e também assuntos/perfis que sejam relevantes para que possam segui-los. Para encontrar alguém, use a ferramenta de busca (Search).

Conversando através do @nomedousuário
Para conversar com alguém no Twitter, é necessário colocar um @ seguido do nome do usuário. Por exemplo: @NovaEscola, eu leio sempre. Somente desta forma é possível identificar com quem os usuários estão conversando.

Retwittar
Se você gostou de algum conteúdo que viu na página de alguém no Twitter e quer reproduzir no seu perfil, basta adicionar um retwittar na frente do texto e dizer de quem são as palavras usando um @nome do usuário.

Benefícios do Twitter em sala de aula 
A ferramenta oferece um leque de possibilidades para promover debates e desenvolver habilidades e competências de leitura e escrita com os estudantes. Veja a seguir algumas dicas: 

1. Disponibilize materiais. Ofereça e compartilhe materiais multimídia. Podem ser notícias de jornais, revistas, vídeos, músicas, trechos de textos, assuntos que foram trabalhados em sala de aula.
2. Aproveite o campo Comentários. Peça a opinião dos alunos, pois assim você estará auxiliando a promover o senso crítico, fomentando a se manifestarem, ampliando o repertório e o conhecimento de mundo.
3. Use o Calendário de Eventos. O Twitter possui um calendário oficial de eventos do ano, com datas comemorativas. Você pode recomendar visitas durante eventos que ocorram pela cidade e que estejam sendo trabalhados nas aulas para ampliar discussões e fazer com que a turma interaja sobre o assunto.
4. Organize chats. É uma boa opção para mediar grupos de estudos de diferentes séries e níveis de aprendizagem em torno de assuntos distintos, enriquecendo o debate. Através dos chats é possível também diagnosticar dúvidas, oferecer colaboração e proporcionar aprendizado para além da sala de aula.
5. Incentive Minicontos. Que tal desenvolver e produzir minicontos com os alunos? O que torna a plataforma interessante é a limitação de caracteres, trabalhando de forma natural o desenvolvimento de ideias de forma direta e objetiva. O miniconto é perfeito para ser explorado nessa plataforma, com uma narração curta, dentro de uma linha. A ideia é que, com um mínimo de palavras, cada miniconto apresente contexto e uma ação, beneficiando a leitura e a escrita, ao brincar com as elipses narrativas e fazer com que leitor compreenda o enredo naquela história escrita.
6. Envolva os pais. Durante as reuniões na escola, vale comunicar os pais sobre a ação que você está promovendo nas redes sociais – apresentando a proposta de trabalho com a turma, para que eles compreendam os benefícios desse aprendizado.
E você, querido professor, já utilizou o Twitter em suas aulas? Compartilhe suas experiências, aqui nos comentários.
Um grande abraço.
Débora Denise Dias Garofalo é formada em Letras e Pedagogia e está cursando mestrado em Educação. Ela atua como professora na rede de ensino público em São Paulo.
Nova Escola

Comentários

Mais Visitadas

LAMENTAÇÕES DE UM LÁPIS

MEU PROFESSOR: MEU SUPER-HERÓI

Morre, aos 92 anos, a escritora Zibia Gasparetto

A Palavra Não