Pular para o conteúdo principal

Obras de Sérvulo Esmeraldo serão reinauguradas



Quatro obras do escultor cearense Sérvulo Esmeraldo serão devolvidas à paisagem de Fortaleza nesta quinta-feira (1º), às 8h30. O evento simbolizará uma homenagem, uma vez que a data marca, também, um ano de falecimento do artista.

As peças La Femme Bateau, Infinito, Pulsação e Ballet Gráfico foram submetidas ao projeto Reconstrução, Restauro e Conservação de Esculturas de Sérvulo Esmeraldo, realizado pela Prefeitura de Fortaleza através da Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor), em parceria com o Instituto Sérvulo Esmeraldo (ISE). Para efetuar a reconstrução, foi preciso consultar arquivos detalhados de projetos, estudos, maquetes e fotografias deixadas pelo artista.
"Esse projeto é de maior importância para a cidade, para a arte brasileira, porque ele vem preservar um grande patrimônio que é esse legado que o Sérvulo nos deixou", explica Dodora Guimarães, curadora de arte e presidente do ISE.
Segundo a curadora, que era também esposa de Sérvulo Esmeraldo, a exposição de obras no Ceará foi motivada pela possibilidade de criar arte pública e visível pelas ruas, aproveitando a luz privilegiada do Estado.
Image-2-Artigo-2356827-1
"A arte que está nos museus exige que você se desloque até lá, e quando você entra no museu, já está preparado para ver arte ou o que ali está exposto, diferentemente da rua. A arte na rua é mais generosa, porque ela já está no seu caminho e convive com o ritmo da cidade e todas as suas interfaces", diz Dodora. O trabalho de recuperação foi executado por Ari Josino, da Metalúrgica Santa Luzia, que esteve responsável pelas esculturas de Sérvulo Esmeraldo desde o início dos anos 2000. A iluminação do projeto foi feita por Mario Yoshi, a sinalização por Paulo Barbosa, e o paisagismo por Ricardo Marinho.
"Esse projeto está em execução desde 2017. O objetivo é possibilitar aos cidadãos de Fortaleza o acesso às obras de um dos mais importantes artistas do Ceará, e democratizar o acesso à arte", ressalta o secretário Municipal da Cultura de Fortaleza, Evaldo Lima.
O evento de inauguração acontecerá no Viaduto Reitor Antônio Martins Filho, onde o prefeito Roberto Cláudio entregará a escultura Pulsação.
Reconstruída
La Femme Bateau é uma escultura-biruta que foi reconstruída em aço inox pintado, localizada na Praia de Iracema. A coluna de aço pintado de azul, batizada de Infinito, fica na Praça General Murilo Borges, no Centro. No mesmo bairro, está a escultura-fonte Ballet Gráfico, instalada na Praça Pedro II. No bairro Cocó está Pulsação, escultura cinética em aço policromado.
"Esse trabalho era tudo para ele. O Sérvulo falava que tinha um compromisso de todos os dias acrescentar um ponto à arte. Cada projeto era uma oportunidade de encarar um novo desafio", lembra Dodora Guimarães.
Para o secretário Evaldo Lima, o momento é importante para prestar homenagem a um artista que viajou pelo mundo e, mesmo tendo sido reconhecido em tantos lugares, retornou ao Ceará. A curadora celebra: "Eu acho que onde quer que ele esteja, ele vai estar muito feliz".
Esculturas

Fortaleza embelezada

No bairro Cocó está Pulsação, escultura cinética em aço policromado; a escultura-fonte Ballet Gráfico encontra-se instalada na Praça Pedro II, no Centro, defronte à Catedral Metropolitana de Fortaleza; no mesmo bairro está a coluna de aço pintada de azul, batizada de Infinito, na Praça General Murilo Borges FOTOS: THIAGO GADELHA

Diário do Nordeste

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corpo do Jornalista Carlos Heitor Cony deve ser cremado na terça-feira

Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil* O corpo do jornalista Carlos Heitor Cony deve ser cremado na próxima terça-feira (9), no Memorial do Carmo, segundo a Academia Brasileira de Letras (ABL), respeitando o desejo do imortal. Cony morreu ontem (6), aos 91 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos após dez dias de internação. Segundo a ABL, como a morte ocorreu em um fim de semana, procedimentos jurídicos e administrativos terão que ser resolvidos nesta segunda-feira (8). Após a cremação, suas cinzas devem ser lançadas em um local que remete a sua infância. Também a pedido do jornalista, seu corpo não foi velado na sede da academia. A amiga e também jornalista Rosa Canha disse que Cony desejava uma cerimônia íntima. "Ele não queria velório, não queria missas nem nenhum tipo de homenagens. Ele pediu muito que fosse uma cerimônia apenas para a família".  Saiba MaisTemer lamenta morte do jornalista Carlos Heitor Cony Carlos Heitor Cony nasceu no Rio em 14 de março de 1926.…

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…