Pular para o conteúdo principal

Documentário sobre papa Francisco chega a cinemas dos EUA em maio

Dirigido por Wim Wenders, o filme mostra como o papa se dirige ao público para falar sobre imigração, ecologia, desigualdade de renda e o papel da família.
O papa Francisco na Igreja de Santa Sabina em Roma, em 14 de fevereiro de 2018
O papa Francisco na Igreja de Santa Sabina em Roma, em 14 de fevereiro de 2018 (AFP)

O papa Francisco chegará em maio aos cinemas falando da vida, do universo e de outros assuntos em um documentário incomum coproduzido pelo Vaticano, anunciaram produtores na quarta-feira (14).
Escrito e dirigido pelo três vezes indicado ao Oscar Wim Wenders, "Pope Francis. A man of his word" (Papa Francisco. Um homem de palavra) estreia nos Estados Unidos em 18 de maio, informou a produtora californiana Focus Features.
No documentário, uma coprodução entre o Vaticano e cineastas externos, o papa se dirige ao público diretamente para falar sobre imigração, ecologia, desigualdade de renda e o papel da família.
"Os conceitos visuais e narrativos diretos em frente à câmera colocam a audiência cara a cara com o papa, criando um diálogo entre ele e, literalmente, o mundo", disse um porta-voz em um comunicado.
"A partir de perguntas de pessoas de todos os âmbitos, o papa Francisco responde a agricultores e trabalhadores, refugiados, crianças e anciãos, reclusos e aqueles que vivem em favelas e acampamentos de imigrantes", acrescentou.
O filme mostra o pontífice de 81 anos viajando pelo mundo, falando nas Nações Unidas, se dirigindo ao Congresso dos Estados Unidos e no memorial de Yad Vashem em Jerusalém, dedicado à memória do Holocausto.
Também aparece falando a prisioneiros e refugiados em campos do Mediterrâneo e visitando os territórios palestinos e Israel, assim como a África, América do Sul e Ásia.
Focus disse que a Universal Pictures International distribuirá o filme no exterior, mas ainda não há detalhes sobre o calendário de lançamento mundial.

AFP

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/