Dori Caymmi emociona o público no Carnaval da Serra

Dori Caymmi, no show das 21h, entregou uma aplaudida apresentação e esbanjou toda a beleza da voz grave e inconfundível ( Foto: JL ROSA )
Com três dias de festa, o Jazz & Blues invadiu a segunda-feira (12) com uma das atrações mais aguardadas do evento. Dori Caymmi, no show das 21h, entregou uma aplaudida apresentação e esbanjou toda a beleza da voz grave e inconfundível, assinatura que acompanha o sangue desta família. Ao lado dos virtuosos Itamar Assiere (piano), Jefferson Lescowich (contrabaixo) e Ricardo Costa (bateria), o público testemunhou melodias consagradas de compositores como Vinícus de Moraes, Tom Jobim e Dorival Caymmi, pai de Dori. 
 
Canções como "O Bem do Mar", " Eu não existo sem você", "Brasil" e "Marinheiragem" consquistaram a plateia. Com bastante simpatia, o carioca driblou o início de uma gripe com interpretações inspiradas. Na quinta-feira (15), o concerto chega a Fortaleza, às 19h, no Cineteatro São Luiz. Uma atração imperdível para o público de Fortaleza. 
 
Mais cedo, às 17h, a Cidade Jazz & Blues presenciou as incríveis performances de dois trios. Netinho de Sá, Robertinho Marçal e Lu D´Sosa abriram o "Show ao Pôr do Sol" com um som encorpado e bem centrado na clássica formação guitarra, baixo e bateria. Com um show que faz alusão ao histórico de cada músico, o espetáculo encorpora influências que vão do afrobeat ao reggae, do fusion ao funk.
 
Em seguida foi a vez do carisma e erudição do Filó Machado Trio (SP). Um dos mais aclamados violonistas do País, Filó Machado faz sua estreia no Festival Jazz & Blues acompanhado do jovem, talentoso e carismático violonista Felipe Machado (neto de Filó) e do virtuoso pianista e arranjador Fabio Leandro. Além de composições próprias, Filó homenageou Milton Nascimento e Paulinho Horta. 
 
Para finalizar a agitada e elogiada programação da segunda-feira (12), o Festival Jazz & Blues apresenta o show Blues do Nordeste, reunindo quatro virtuosos guitarristas, representantes dessa efervescente produção musical: André de Sousa (Piauí), Gustavo Cocentino (Rio Grande do Norte), Roberto Lessa (Ceará) e Rodrigo Morcego (Pernambuco). Cada um deles, um expoente em seu Estado e um frontman por natureza, unindo forças em um novo espetáculo, marcado pela intensidade e pela forma brasileira de vivenciar o blues. 

Diário do Nordeste

Comentários

Mais Visitadas

As dores da humanidade

Tudo começa com o caderno de caligrafia

14 etnias não têm seu idioma original preservado no Estado do Ceará

Adjetivando a vida

Intolerância: arma dos preconceituosos