Pular para o conteúdo principal

Fernanda Montenegro e Jocy de Oliveira fazem a abertura da Flip 2018

Maria Fernanda Rodrigues, O Estado de S.Paulo

A atriz Fernanda Montenegro, 88 anos, e a maestrina Jocy de Oliveira, 81 anos, foram as escolhidas para fazer a abertura da Festa Literária Internacional de Paraty (25 a 29 de julho).
Contemporâneas de Hilda Hilst (1930-2004), a escritora homenageada desta edição da Flip, elas devem falar da admiração pelo trabalho da poeta ao mesmo tempo em que serão homenageadas pelo evento. As duas têm mais de meio século de palco – Fernanda é uma das principais atrizes brasileiras e Jocy, pioneira da música de vanguarda eletroacústica e da ópera multimídia.
Fernanda Montenegro e Jocy de Oliveira
Fernanda Montenegro (Foto: Eduardo Nicolau/Estadão) e Jocy de Oliveira (Foto: Fábio Motta/Estadão), juntas no palco Foto: Estadão
 
“Hilda Hilst reclamava homenagens em vida – queria ser prestigiada enquanto estivesse aqui – e brincava dizendo que seria homenageada depois de morta. É isso que temos de fazer com nossos autores e autoras em atividade, e são duas mulheres admiráveis”, diz a curadora Josélia Aguilar.
Assim como foi em 2017 na Flip de Lima Barreto, a abertura será mais artística – e não com uma conferência sobre o  homenageado, como era no início –, explica a curadora, que não dá mais detalhes. No ano passado, o ator Lázaro Ramos leu trechos de livros de Lima enquanto a historiadora e biógrafa do escritor, Lilia Schwarcz, falou sobre ele.
As duas convidadas vão lançar livros na Flip. Jocy, vencedora do Jabuti em 2015 por Diálogo com Cartas, apresenta, em Paraty, Leituras de Jocy – reunião de textos sobre sua obra a ser lançada pela Sesi-SP Editora.
Já Fernanda Montenegro lança sua fotobiografia pelas Edições Sesc e, pela Companhia das Letras, ainda a confirmar se na Flip, Meus Papéis, livro de memórias escrito com a jornalista e dramaturga Marta Góes.

Fonte: http://cultura.estadao.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/