Gotas de amor

Gonzaga Mota*

Todos devemos ter a consciência de que hoje pode ser o primeiro dia do fim de nossas vidas terrestre. Ela é finita. Portanto, sempre convém pensar na vida eterna, ou seja, aquela alcançada mediante a adoração e o respeito a Deus. Assim, encontramos o caminho, a verdade e a vida.
Lembremos da grandeza e da bondade do Senhor, dos sentimentos de fé, esperança e caridade (virtudes teologais) e não esqueçamos da citação Bíblica de Moisés (Dt 11,26): "Hoje vou deixar que vocês escolham se querem a bênção ou a maldição". Obedecendo às Leis de Deus, conseguiremos a bênção, rejeitando-as, receberemos a maldição.
O amor, ao invés do ódio e da indiferença, deve ser a base do nosso comportamento. No detalhe, busquemos os sentimentos da humildade, da compaixão, da ternura, da misericórdia, da generosidade, da solidariedade e jamais abracemos e aceitemos o orgulho, a ganância, a mentira, a inveja, a truculência, a vaidade, dentre outros.
Por sua vez, é importante ter em mente que o bem e o mal praticados por nós, de algum modo, deverão voltar. Como diz o adágio popular: "quem faz o bem, recebe o bem; quem faz o mal, recebe o mal".
É fundamental saber que as sementes de amor e paz atiradas no solo fértil do nosso coração sejam regadas com a palavra de Deus, pois o bom amigo e professor a ensina na escola da vida. A vitória sempre acontece quando as pessoas procuram uma travessia justa e verdadeira. Felizes são os que se unem pelo coração e buscam alcançar Deus por meio de Jesus Cristo. "O Senhor é o meu Pastor: nada me faltará" (Sl 23,1).

*Professor aposentado da UFC

Comentários

Mais Visitadas

As dores da humanidade

Tudo começa com o caderno de caligrafia

Missão da Unesco faz primeira visita ao Museu Nacional

14 etnias não têm seu idioma original preservado no Estado do Ceará

Adjetivando a vida