Pular para o conteúdo principal

Prêmio Oceanos de Literatura abre inscrições nesta sexta-feira

Com
Com "Karen", Ana Teresa Pereira venceu o Oceanos em 2017 | Foto: Divulgação / CP
O Itaú Cultural e o Prêmio Oceanos de Literatura em Língua Portuguesa abrem nesta sexta-feira as inscrições para a edição 2018. Até o dia 18 de março, podem ser inscritas obras de poesia, romance, conto, crônica e dramaturgia, escritas em língua portuguesa e publicadas pela primeira vez em 2017, em qualquer lugar do mundo. As produções de cada gênero concorrem entre si pelas quatro distinções, correspondentes a um valor total de R$ 230 mil: R$ 100 mil para o primeiro colocado, R$ 60 mil para o segundo, R$ 40 mil para o terceiro e R$ 30 mil para o quarto.

A grande novidade pra este ano é a composição da curadoria, que traz dois novos nomes. A escritora e jornalista portuguesa Isabel Lucas e a editora brasileira Mirna Queiroz se juntam à gestora e idealizadora do prêmio, Selma Caetano, e ao jornalista Manuel da Costa Pinto. As inscrições podem ser feitas pela editora ou pelo autor do livro, a partir do preenchimento da ficha disponibilizada no site. Na hora do envio, é preciso anexar uma cópia da obra em PDF, ainda que tenha sido publicada originalmente em versão física.

A escolha dos vencedores ocorrerá em três etapas. Na primeira fase, um júri composto por escritores, críticos, professores e jornalistas do Brasil, de Portugal e de países da África lusófona elegerá as 50 obras semifinalistas entre os livros inscritos validados pela curadoria e escolherá, por votação, os membros dos júris subsequentes (intermediário e final). Ao júri intermediário caberá selecionar dentre os 50 semifinalistas os 10 finalistas, dentre os quais serão escolhidos, pelo júri Final, os premiados deste ano. Os ganhadores serão anunciados no dia 29 de novembro, em local e horário a confirmar. 

Em 2018, o Itaú Cultural e o Oceanos completam quatro anos de parceria para a produção do prêmio e mantém a proposta de promover um intercâmbio da literatura em língua portuguesa, aumentando a abrangência cultural e a repercussão do prêmio no mundo. Esta edição consolida o processo de ampliação levado a cabo no ano passado, quando a láurea passou a contar com um júri internacional e a contemplar obras publicadas tanto em países lusófonos quanto em países de outros idiomas, desde que escritas em primeira edição em língua portuguesa. Com isso, o Oceanos se tornou um radar da produção contemporânea da comunidade unida pelo idioma.

Fonte: Correio do Povo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

A feira de tecnologia Campus Party Brasília 2018 foi encerrada hoje (1°), após ter reunido milhares de pessoas em torno de palestras, oficinas e atividades com temas como o uso da tecnologia da computação, robótica, empreendedorismo e startups. Essa é a segunda edição do evento em Brasília, que começou no dia 27 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha. Antes prevista para acontecer de 30 de maio a 3 de junho, a feira foi adiada para esta semana por causa da greve dos caminhoneiros. De acordo com o diretor da Campus Party Brasil, Tônico Novaes, o evento contabilizou um volume de vendas de ingressos pelo menos 30% maior que a primeira edição da Campus Party em Brasília, realizada no ano passado.  Para Tônico Novaes, a edição no Distrito Federal se destacou pela elevada participação e envolvimento dos que estão no evento.  “Os campuseiros daqui são realmente engajados no conteúdo. Andando por aqui você vai ver todos os workshops e bancadas cheias e a estrutura está bem maior que a …