Conheça atrações da Vila Cidadã do 8º Fórum Mundial da Água

Da Agência Brasil
Instalada na área externa do Estádio Mané Garrincha, a Vila Cidadã oferece atividades interativas e sensoriais para quem for ao 8º Fórum Mundial da Água. A entrada é gratuita. O visitante pode se cadastrar no local ou pelo site do evento. A vila funcionará até o dia 23 de março, das 9h às 21h. 
Estação Antártica
É uma réplica da Estação Antártica Comandante Ferraz. O visitante tem a chance de "ver e sentir" a neve e conhecer como vivem os cientistas no continente gelado.
Brasília - Vila Cidadã oferece atividades formativas, culturais e interativas, voltadas para melhorar o uso da água.(Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Estação Antártica mostra como vivem os cientistas brasileirosFabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil




















Submarino
Na instalação, o visitante vai imergir ao fundo do mar para ter contato com a fauna e flora marinhas. A ideia é tirar o lixo do fundo mar e não deixar os peixes comerem.
Brasília - Vila Cidadã oferece atividades formativas, culturais e interativas, voltadas para melhorar o uso da água.(Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Vila Cidadã oferece atividades culturais e interativas com intuito de conscientizar sobre a melhora do uso da águaFabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil





















Museu do Amanhã
Um filme, produzido pela equipe do Museu do Amanhã a partir de fotos, mostra como o homem se apropriou do planeta e, ao fazer isso, modificou seu habitat.
Brasíla - Estande do Museu do Amanhã na Vila do Cidadão (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Estande do Museu do Amanhã na Vila CidadãFabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil




















Asa delta
Por meio de um simulador em realidade virtual, o público sobrevoa por vários pontos do país, como uma usina hidrelétrica, com a sensação do corpo em movimento e do vento batendo no rosto.
Brasília - Vila Cidadã oferece atividades formativas, culturais e interativas, voltadas para melhorar o uso da água.(Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
É possível "voar" sobre uma usina hidrelétrica, rios e lagos   Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Comentários

Mais Visitadas

O Irmão Carlos de Foucauld

Há 50 anos, primeira mulher negra era eleita ao Congresso nos EUA

Memorial do Holocausto lembra 80 anos da Noite dos Cristais em SP

MASP completa 50 anos de histórias

Escreve Pe. Jocy - Dom Delgado