Escritora Jacqueline Woodson recebe o prêmio Astrid Lindgren 2018

O Estado de S. Paulo
COPENHAGUE — A escritora norte-americana Jacqueline Woodson recebeu o prêmio Astrid Lindgren 2017, um dos mais prestigiosos do mundo na literatura infantil.
A autora "nos leva a conhecer os jovens que lutam por controlar sua vulnerabilidade e encontrar um lugar onde assentar sua existência", diz o júri, de Estocolmo.
A agilidade e o tom poético "único" das suas obras também foi destacado.
Jacqueline Woodson
Jacqueline Woodson, em Nova York, em julho de 2015 Foto: Hilary Swift/The New York Times
O prêmio foi instituído em 2003 pelo governo da Suécia, um ano depois da morte da escritora Astrid Lindgren, e paga 5 milhões de coroas suecas (quase R$ 2 milhões).
Nascida em 1963, Woodson aborda nos seus mais de 30 livros (de romances até poesias e ilustrações) temas como o racismo, a segregação, as injustiças econômicas, os preconceitos e a identidade sexual de jovens que estão entre a infância e a adolescência.
O livro Brown Girl Dreaming (2014), premiado com o National Book Award, é uma de suas obras mais conhecidas, que estreou como autora há 24 anos e foi traduzida para uma dezena de idiomas.
O Estadão

Comentários

Mais Visitadas

Físico brasileiro recebe Prêmio Templeton de 2019

Câmara homenageia mulheres que se destacaram na luta por direitos

Inep cria comissão para decidir itens que farão parte do Enem 2019

Primeira edição da Semana de Arte Unifor abraça diversidade de linguagens e expressões

Capela revestida por milhares de ossos é ponto turístico excêntrico em Portugal