Personagens do mundo pop fazem homenagens a Stephen Hawking

Além de contribuir para a ciência com teorias que mudariam a forma como entendemos o universo, ele foi eternizado em participações especiais em séries, animações e filmes.
'Há um grande buraco negro no meu coração antes do Dia de Pi. Descanse em paz, Stephen Hawking', escreveu Katy Perry no Twitter.
'Há um grande buraco negro no meu coração antes do Dia de Pi. Descanse em paz, Stephen Hawking', escreveu Katy Perry no Twitter. (AFP)

Stephen Hawking: britânico, físico, pesquisador e um dos maiores cientistas do mundo. Além de contribuir para a ciência com teorias que mudariam a forma como entendemos o universo - inclusive tentar uma explicação plausível para o que existia antes do Big Bang -, ele foi eternizado em participações especiais em séries, animações e filmes.
O legado de Hawking é notável e a morte dele, aos 76 anos, foi lamentada não só por personalidades do mundo científico, mas por líderes mundiais e personalidades da cultura pop, como Katy Perry.
"Há um grande buraco negro no meu coração antes do Dia de Pi. Descanse em paz, Stephen Hawking", escreveu Katy Perry no Twitter, fazendo referência às teorias do cientistas sobre buracos negros no universo e ao dia que homenageira a constante de Pi (p) da matemática, celebrado nesta quarta-feira, 14.
Al Jean, escritor e produtor de "Os Simpsons", comentou que Hawking tinha "um senso de humor tão vasto quando o universo". O físico chegou aparecer em alguns episódios da animação.
O perfil da série "The Bing Bang Theory" também fez uma homenagem a Hawking com uma foto de quando ele participou da produção. "Obrigado por nos inspirar e o mundo."
O ator e humorista Kumail Nanjiani, que participa da série, disse nas redes sociais que ficou "realmente muito triste" ao saber da morte de Hawking. "Se você não leu, leia 'Uma Breve História do Tempo'. Isso fará você se sentir inteligente e estúpido ao mesmo tempo", escreveu, ao citar um livro escrito pelo físico.

Agência Estado

Comentários

Mais Visitadas

Há 50 anos, primeira mulher negra era eleita ao Congresso nos EUA

O Irmão Carlos de Foucauld

MASP completa 50 anos de histórias

Escreve Pe. Jocy - Dom Delgado

Memorial do Holocausto lembra 80 anos da Noite dos Cristais em SP