Pular para o conteúdo principal

CELAM promove campanha contra violência infantil

"Pegadas da Ternura" quer conscientizar as pessoas sobre as consequências da violência infantil“Pegadas da Ternura” percorrerá toda a América Latina e Caribe desde o confim do México com os Estados Unidos até a Patagônia.
 
Cidade do Vaticano
A partir de 7 de junho próximo, terá início na América Latina e Caribe a caminhada “Pegadas da Ternura” (Huellas de Ternura) a fim de conscientizar as famílias, as escolas e paróquias sobre as consequências da violência infantil.
A iniciativa é promovida pelo Departamento de Justiça e Solidariedade do Conselho Episcopal Latino-americano (CELAM) através do programa “Centralidade da Infância”.

Caminhada ecumênica

A marcha iniciará no confim entre Tijuana, no México, e San Diego, na Califórnia, “uma das mobilizações mais importantes e inéditas”, apoiada pelo CELAM, pela Caritas Latino-americana e pelas Conferências Episcopais da América Latina.
A caminhada é ecumênica, um ação social que emergiu nos últimos meses no âmbito da campanha regional “Violência zero, 100% ternura”, apresentada pela presidência do CELAM durante o encontro com o Papa Francisco, em maio de 2017.

Combater a violência infantil

Segundo os organizadores da iniciativa, “cada um de nós deve se comprometer pessoalmente contra a violência infantil”. A esse propósito, em agosto do ano passado, presidentes e secretários executivos de 22 Caritas da América Latina assinaram o “Pacto da Ternura”, comprometendo-se a impedir a violência contra as crianças, sobretudo no âmbito doméstico.
Aderiram à iniciativa a Pastoral da Criança Internacional da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Departamento Vida, Família e Juventude do CELAM, a Associação Latino-americana de Educação Radiofônica (ALER), Semeadores da Paz e Infância Missionária da Colômbia e as Pontifícias Obras Missionárias.
“Pegadas da Ternura” percorrerá toda a América Latina e Caribe desde o confim do México com os Estados Unidos até a Patagônia.

Promover a dignidade das crianças

Ao longo do trajeto os participantes falarão com as comunidades locais sobre as várias formas de violência perpetradas contra crianças e adolescentes, e irão propor a ternura como instrumento para “promover a vida e a dignidade das crianças”.
A caminhada passará de um país a outro criando atividades de formação, mobilizações sociais, comunicativas, litúrgicas e recreativas que colocarão o bem-estar das crianças no centro das ações pastorais e das políticas públicas.
Em cada país, a manifestação fará uma etapa de quinze dias e os promotores, acompanhados por sacerdotes, religiosas, religiosos e adolescentes vítimas de violência, contarão suas experiências e falarão sobre a importância de ter uma atitude amorosa e terna com os próprios filhos, pois “a violência pode deixar em cada um deles cicatrizes físicas e psicológicas profundas”, que muitas vezes permanecem por toda a vida, fazendo pagar um preço muito alto às vítimas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/