Conversa com o Amor

Fiz algumas perguntas ao Amor e foi isso que ele me respondeu...

– Amor, por que não me bate à porta?
– Ué, eu não bato em nenhum lugar, entro sem pedir licença e vou descortinando o que é mais bonito em você!
–– ADVERTISEMENT ––

– Com o assim?
– Assim ó: vou entrando porque a paixão abrirá a porta em meu lugar, e se você tiver inteligência emocional ela vai se apaziguando e eu a substituo, deixando sempre um perfume para você se encantar. Eu sou o Amor, sou o mais belo sentimento que um ser pode experimentar. Peço sempre paciência, resignação, um olhar compassivo, muita respiração e um aquietar. Quando você me sentir em seu peito, verá que eu posso permear a tudo e a todos, basta relaxar e me deixar acontecer.
(Autor desconhecido)
Aleteia

Comentários

Mais Visitadas

O Irmão Carlos de Foucauld

15 de novembro de 1889

Memorial do Holocausto lembra 80 anos da Noite dos Cristais em SP

Escreve Pe. Jocy - Dom Delgado

Há 50 anos, primeira mulher negra era eleita ao Congresso nos EUA