Escândalo pode deixar 2018 sem Nobel de Literatura

Imagem de um encontro da Academia Sueca, em Estocolmo - Reuters

A Academia Sueca, responsável pelo Nobel de Literatura, afirmou nesta quarta-feira (25) que existe o risco de o prêmio não ser entregue em 2018 por causa dos escândalos envolvendo a entidade.   

Em entrevista a uma rádio da Suécia, o secretário permanente da Academia, Anders Olsson, disse que a instituição está no meio de uma "discussão" sobre a questão, porém sem dar mais detalhes.   

Ele acrescentou somente que novos esclarecimentos serão dados "em breve".   

Atualmente, apenas 12 dos 18 assentos do conselho da Academia Sueca continuam ocupados, após uma série de renúncias em meio a um escândalo que abalou a imagem da entidade.   

As divisões no interior da instituição foram evidenciadas após três membros terem entregado seus cargos por conta da não expulsão de Katarina Frostenson, acusada de revelar ao marido, o fotógrafo Jean-Claude Arnault, os nomes de ganhadores do Nobel de Literatura, violando a regra de confidencialidade.   

Ela também é suspeita de corrupção por ser sócia do clube literário do esposo, que recebia apoio financeiro da Academia.   

Além disso, 18 mulheres disseram ter sido assediadas por Arnault, inclusive em apartamentos cedidos pela entidade - uma das vítimas relatou até ter sido estuprada.   

Se o Nobel de Literatura não for entregue em 2018, haverá dois vencedores em 2019. (ANSA)


UOL Noticias

Comentários

Mais Visitadas

LAMENTAÇÕES DE UM LÁPIS

Dentro da rotina das redes sociais, mulheres dividem as dificuldades e os pontos positivos de expor a maternidade

A Palavra Não

Livros com temática de direitos humanos são vandalizados na UnB