Pular para o conteúdo principal

Espiar celular de companheiro pode resultar em prisão na Arábia Saudita

Nova lei pretende 'proteger a moral dos indivíduos e da sociedade e proteger a privacidade'.
Mulher olha celular nas redondezas de Riad, Arábia Saudita.
Mulher olha celular nas redondezas de Riad, Arábia Saudita. (Fahad Shadeed/ Reuters)

Por Noah Browning
Espiar o celular de seu companheiro na Arábia Saudita agora pode resultar em altas multas e em até um ano de prisão, de acordo com uma nova lei que pretende "proteger a moral dos indivíduos e da sociedade e proteger a privacidade".
A punição será válida tanto para homens quanto para mulheres no ultraconservador reino muçulmano, de acordo com comunicado divulgado na noite de segunda-feira pelo Ministério da Cultura.
A lei pode, entretanto, proteger homens de suas esposas.
Como em muitas outras partes do mundo muçulmano, leis sauditas para divórcio, inspiradas em escrituras sagradas, muitas vezes exigem que esposas forneçam evidências de abuso ou promiscuidade sexual para pedir pensão. O celular de um marido pode ser grande fonte de evidências do tipo.
A chamada lei anti-crime cibernético torna "espionar, interceptar, ou receber dados transmitidos através de uma rede de informação ou computador sem autorização legítima" um crime. A lei prevê pena de até 500 mil riais sauditas (133 mil dólares), pena de prisão ou ambos.
"Redes sociais têm resultado no constante crescimento de crimes cibernéticos como chantagem, fraude e difamação, sem mencionar a invasão de contas", disse o ministério.

Reuters

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/