Morre em São Paulo aos 73 anos o radialista Paulo Barboza

O radialista Paulo Barboza morreu hoje aos 73 anos devido a um infarto fulminante em São Paulo.
Paulo Barboza no "Troféu Imprensa"
Paulo Barboza no "Troféu Imprensa"
Também jornalista e publicitário, Paulo Roberto Machado Barboza morreu por volta da 0h30 devido a um infarto fulminante.
Desde janeiro de 2017 ele comandava de segunda a sexta um programa na SuperRádio 1150 AM, em São Paulo. O programa ia ao ar das 8h às 11h. Também trabalhava às tardes na rádio ABC 1570 AM.
Paulo começou a carreira no Rio, onde nasceu. Ali trabalhou na rádio Petrópolis. Em São Paulo teve programas nas rádios Record, Globo, América, Tupi e Capital.
Ele foi casado por 48 anos com Eliane Barboza, que morreu em 2015. Deixa os filhos Paulo Barboza Filho, também radialista, e Alexandra Barboza Leider.
Foi um dos primeiros comunicadores a investir em debates diários sobre política e cotidiano, com a presença de diferentes convidados diariamente. Era convidado frequente de programas de TV, especialmente no SBT.
É um dos grandes nomes do rádio brasileiro, com quase 59 anos de carreira ininterruptos. 
Também no SBT foi jurado do troféu Imprensa entre 2007 e 2013.
Segundo os filhos, o velório estará aberto ao público a partir das 9h até 17h no Cemitério Horto da Paz (rua Horto da Paz, 191, e Itapecerica da Serra).
BOL Notícias

Comentários

Mais Visitadas

MEU PROFESSOR: MEU SUPER-HERÓI

Morre, aos 92 anos, a escritora Zibia Gasparetto

LAMENTAÇÕES DE UM LÁPIS

Um mestre da literatura em Londrina