Pular para o conteúdo principal

Academia Sueca decide não entregar o Prêmio Nobel de Literatura deste ano

Por G1
 
Denúncias de abuso sexual atrasam prêmio Nobel de Literatura
Denúncias de abuso sexual atrasam prêmio Nobel de Literatura

A Academia Sueca anunciou nesta sexta-feira (4) que este ano não será concedido o Prêmio Nobel de Literatura e que a decisão foi adiada para 2019. A instituição enfrenta uma crise desencadeada pela relação deste prêmio com um indivíduo acusado de agressões sexuais.
“Nós achamos necessário dedicar um tempo para reconquistar a confiança do público na Academia antes que o próximo vencedor possa ser anunciado”, declarou o secretário permanente da academia, Anders Olsson.
Ele também alegou que a decisão da Academia é em respeito aos que já ganharam e aos que ainda irão ganhar o prêmio.
A decisão foi tomada durante uma reunião semanal em Estocolmo, baseado na crença de que a Academia não está em posição de escolher um vencedor após a onda de escândalos sobre assédios sexuais e crimes financeiros que atingiu a instituição.
O Nobel de Literatura já deixou de ser concedido em várias ocasiões, da mesma forma que os outros, durante as guerras mundiais do século passado, mas nunca por outros motivos.
 
Prédio da Academia Sueca em Estocolmo (Foto: Fredrik Sandberg/TT via AP)
Prédio da Academia Sueca em Estocolmo (Foto: Fredrik Sandberg/TT via AP)

Acusações

Em novembro passado, 18 mulheres acusaram o dramaturgo Jean-Claude Arnault, uma conhecida personalidade da cultura francesa, marido de uma de seus membros e com quem a prestigiosa instituição tinha vínculos estreitos, de violência e/ou assédio sexual.
 
O acusado dirige um centro de exposições na capital, em parte financiado pela Academia, que organiza ali as leituras dos premiados.

Renúncias

Diante das circunstâncias, sete de um total de 18 membros renunciaram, incluindo a secretária permanente, Sara Danius e a mulher do acusado, Katarina Frostenson.
As renúncias são simbólicas e só se traduzem em não participar de votações e atividades, já que a filiação à instituição é vitalícia e só se elegem novos membros quando morre algum deles.
O rei da Suécia, Carlos XVI Gustavo, que é o principal responsável da Academia fundada em 1786, concordou em modificar os estatutos para permitir que os membros renunciem e sejam substituídos, assegurando assim a sobrevivência desta instituição.
Este escândalo provocou especulações nos meios de comunicaçãosobre o destino do prêmio de Literatura, que foi entregue no ano passado ao autor britânico-japonês Kazuo Ishiguro, e em 2016 ao cantor e compositor americano Bob Dylan.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…