Pular para o conteúdo principal

Campanha Social arrecada vestidos para crianças na África

O objetivo é arrecadar vestidos novos para meninas do Malawi, na África. Ação inicia no RioMar Kennedy nesta sexta-feira, dia 18 de maio, e segue até 18 de junho.

Nesta sexta-feira, 18 de maio, às 19h, o Espaço Oficina de Ideias, localizado no Piso L2 do RioMar Kennedy, recebe o lançamento da Campanha ‘Um Vestido para Tutti’ cujo objetivo é sensibilizar as pessoas a fazerem doações de vestidos novos para crianças do Malawi, na África. Na ocasião, a doutora em linguística e idealizadora da campanha, Tânia Dourado, participará de um bate-papo com sessão de autógrafos junto com a Digital Influencer Mileide Mihaile. O evento tem entrada gratuita.
A campanha teve início em abril, no RioMar Fortaleza, com o lançamento do livro homônimo a ação. Os shoppings do Grupo JCPM em Fortaleza aderiram a ideia para conseguir arrecadar ainda mais vestidos. A urna para arrecadação do RioMar Kennedy estará no Piso L2, em frente à Zenir, de segunda a sábado, de 10h às 22h, e aos domingos de 10h30 às 21h e ficará à disposição do público para receber as doações dos vestidinhos, que serão entregues às meninas do Malawi, em outubro, no Mês da Criança.

Campanha no RioMar Fortaleza

No RioMar Fortaleza a campanha segue até o dia 31 de maio. A urna para doação fica em frente à Livraria Leitura, no Piso L2, de segunda a sábado, de 10h às 22h, e aos domingos de 10h30 às 22h.

Sobre a Campanha

‘Um Vestido para Tutti’ foi idealizada pela escritora cearense e doutora em linguística Tânia Dourado. A autora do livro Um Vestido para Tutti escreveu em sua obra, o drama das meninas do Malawi para falar do papel da moda na construção identitária das crianças. No livro, Tânia fala sobre moda, identidade e empoderamento em um contexto de miséria e abandono absoluto.
O leitmotiv do livro nasceu de uma matéria sobre a americana Lillian Weber que aos 94 anos decidiu confeccionar um vestido por dia para as meninas do Malawi. Ao morrer, Lillian já havia confeccionado mil vestidos, cada vestido diferente do outro. O nome da personagem-título, no entanto, é uma homenagem à filha da autora do livro, que morreu em 2001, ainda na maternidade, antes de ganhar a boneca negra que Tânia havia comprado para ela. “A história das meninas do Malawi chegou ao meu conhecimento no final do meu doutorado em linguística. Enquanto escrevia minha tese sobre comunicação de moda e analisava o discurso das campanhas de marcas de luxo, meninas do outro lado do mundo não tinham um vestido sequer. Eu falava de moda e identidade na hipermodernidade e aquelas meninas não tinham nada que as singularizasse, nada que as tornassem diferentes umas das outras”, explica Tânia.

Serviço

Campanha Um Vestido para Tutti
Doações de vestidos para Campanha: Início 18 de maio até 18 de junho
Lançamento: sexta-feira, 18 de maio, às 19h
Local de lançamento: Oficina de Ideias, Piso L2 – RioMar Kennedy (Av. Sargento Hermínio Sampaio, 3100 – Presidente Kennedy)
Local de doação: Urna em frente à Zenir, Piso L2
Horário: Segunda a sábado, de 10h às 22h, e aos domingos de 10h30 às 21h
Telefone: (85) 3089.0909
Com informações da Assessoria do Evento

Boa Notícia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08