Prazeres da alma

Paulo Eduardo Mendes*
Resultado de imagem para Paulo Eduardo Mendes
Reflexão em livro. Fonte rica. Respeito a potenciais humanos. Os Prazeres da Alma condensados em sabedoria. Alegria. Afetividade. Coragem. Autoconhecimento. Lucidez. Compreensão. Amor. Liberdade. Desapego. Compaixão. Individualidade. Perdão e outros tantos. Vamos seguir o cronograma ditado pelo espírito Hammed ao autor Francisco do Espírito Santo Neto que nos trouxe: "Os Prazeres da Alma". Psicografia do melhor quilate no tesouro armazenado em bons livros.
Produção literária de profundo teor humanístico. Dissertações espirituais no contexto de estudar os potenciais que enriquecem nossas vidas. Saber ilustrado com uma alegria transcendental compendiado para a leitura que traz harmonia ao leitor. Obra espiritista com o valor maior de mergulhar fundo na seara dos conhecimentos nobres desses valores que ilustram nossa existência. Mostra sublime de afetividade. Coragem de dizer da lucidez dos espíritos em mensagens de compreensão, de amor e respeito a tudo o que nos cerca. Liberdade de expressão num desapego vocabular bem interessante para quem deseja conhecer os meandros da individualidade de cada um.
Rota de perdão a despontar firme e forte a quem deseja viver em paz com o seu semelhante. Hammed, espírito, revela a preocupação vinda do além a fim de disciplinar comportamento usando o vocabulário do amor. "Os Prazeres da Alma" tem o lastro da sensibilidade maior do autor Francisco do Espírito Santo Neto na imortalidade do seu devaneio de escritor a serviço de uma causa.
"Os Prazeres da Alma" sucede a outro livro intitulado "As Dores da Alma".
*Jornalista

Comentários

Mais Visitadas

As dores da humanidade

Tudo começa com o caderno de caligrafia

14 etnias não têm seu idioma original preservado no Estado do Ceará

Adjetivando a vida

Intolerância: arma dos preconceituosos