VAMOS CONJUGAR O VERBO AMAR

Carlos Delano Rebouças*

Resultado de imagem para Carlos Delano RebouçasAmai-vos uns aos outros conforme vos amei. Este mandamento da Lei de Deus, hoje, parece desconhecido ou esquecido por quem Deus deu a sua vida.

Desde que Jesus Cristo foi crucificado, morrendo por todos nós, pelo perdão dos nossos pecados, a humanidade jamais, em situação alguma, procurou ou procura conduzir a sua estada sobre a terra seguindo rigorosamente todos os seus ensinamentos. Até parece que nada foi ou é ensinado, ou tem a devida importância.

Em toda parte do planeta, percebe-se que muito se mata, rouba, trai, cobiça, dentre outros, e muito menos se ama e se respeita o próximo. Tais desconsiderações às leis divinas são ratificadas dentro mesmo da instituição família, quando o amor ao próximo de relação sanguínea inexiste, imagine, por aquele quem os laços de fraternidade se restringem a filiação divina. Estamos cada vez mais sem noção das coisas que nos cercam.

O mundo vive uma verdadeira carnificina, e não necessariamente precisa ser cristão para compreender. Matar-se muito no mundo por muito pouco. Paradoxalmente os interesses caminham pelo mundo, a qual Deus nos deu em sete dias, mas que fazermos todo o esforço para esquecer e deixar que interesses pessoais prevaleçam.

O maior exemplo de amor, respeito, fraternidade, compreensão e paz são simplificados num só ser, que é Jesus Cristo, que Deus o escolheu como filho, para nos servir de referência. Entretanto, o homem o renega, o desconsidera e também, todos os seus ensinamentos. Leva a sua vida no mundo como se não devesse satisfação a ninguém, quando sempre tem um alguém a olhar por nós, querendo que o amor prevaleça.

O mundo precisa mais de amor, do amor entre os filhos ou as criaturas, como queiram, e respeitemos, mas que prevaleça. Amando-nos, fazemos a vontade do pai, de quem sofre, certamente, com tudo que acontece de mal com a humanidade. Esforcemo-nos para tornar o mundo melhor. Lutemos pela paz, pela harmonia entre os povos, e deixemos a vaidade de lado, pois quem teria tudo para se comportar assim e foi o maior exemplo de humildade, que é Jesus Cristo, jamais se apresentou assim.

*Professor de Língua Portuguesa/Literatura pela Universidade Estadual do Ceará (2003). Sou pós-graduado em Educação Especial Inclusiva pela Wpos/ AVM, com o título de Especialista. Tenho experiência como Professor de Língua Portuguesa e Artes no ensino fundamental e médio, na área de na área de educação de jovens, na formação profissional, além de conteudista.

Comentários

Postar um comentário

Mais Visitadas

LAMENTAÇÕES DE UM LÁPIS

MEU PROFESSOR: MEU SUPER-HERÓI

Morre, aos 92 anos, a escritora Zibia Gasparetto

A Palavra Não