Pular para o conteúdo principal

Atriz Ingra Lyberato lança livro O Medo do Sucesso no FVA

Aos 23 anos, a atriz Ingra Lyberato viu seu nome ganhar repercussão nacional após participar da novela Pantanal e logo em seguida protagonizar A História de Ana Raio e Zé Trovão, recordistas de audiência da Rede Manchete. Àquela altura, porém, a artista baiana não sabia lidar com tamanha exposição. “Eu não estava preparada, nunca busquei a fama”, conta, hoje aos 51, em entrevista ao O POVO. Essa e outras situações da carreira de Ingra foram levadas para O medo do sucesso, livro que será lançado pela autora durante o Festival Vida&Arte.
Com mediação do jornalista Émerson Maranhão, a atriz apresentará a obra no sábado, 23, às 17h30min, no Bistrô Osheanic. “Tenho feito alguns lançamentos pelo Brasil para dividir com o público como foi esse processo de despertar para o medo de dar certo, o medo da expansão”, afirma. Ingra conta ter sido um “processo intenso de autoconhecimento e de cura” o ofício de escrita, atividade ainda nova – porém já permanente – em sua rotina. O projeto, antecipa, é lançar um segundo livro em breve. Dessa vez, será uma ficção com a espiritualidade em primeiro plano.
Todo esse ganho com o hábito da escrita, entretanto, só veio após a artista realizar um intenso mergulho interior. “Muita gente se sabota quando as coisas estão indo bem. A gente não aprendeu que a vida tende a dar certo e acha estranho. Nós mesmos interrompemos o nosso ciclo de abundância”, analisa.
No livro, Ingra narra com detalhes a própria experiência. Além dos sucessos na TV Manchete, ela integrou o elenco de novelas como A indomada (1997) e O Clone (2001), da Rede Globo. No cinema, atuou em filmes como O Cangaceiro (1997) e Valsa para Bruno Stein (2007), que rendeu à intérprete o prêmio de melhor atriz no Festival de Gramado.
Apesar dos muitos êxitos, Ingra avalia que muitas vezes o temor de acertar falou mais alto. “O medo vem disfarçado de muitas maneiras e, nessa conversa com o público, dou dicas de como identificar e não recuar diante de uma grande oportunidade. É importante ter reconhecimento, gratidão e humildade para honrar o lugar que nos foi oferecido”, pondera.
A atriz pretende trocar experiências, cara a cara, com o público cearense. “Abro para perguntas, quero trocar com as pessoas. Muitas vezes, ali na hora (do lançamento do livro), alguém se conscientiza de que se sabota em algum setor da vida”. Espiritualizada, Ingra fala da importância da permanente busca por autoconhecimento. “Eu resolvi ser muito honesta comigo. No livro, eu me exponho de uma forma surpreendente até para mim. A minha intenção é realmente tirar as máscaras”, confia.
Ingra Lyberato no FVA
Quando: sábado, 23, 17h30min
Onde: Bistrô Osheanic, no Centro de Eventos do Ceará (av. Washington Soares, 999)
Quanto: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) – válido para toda a programação do dia no evento (o acesso aos espaços estará sujeito a lotação). Ingressos antecipados à venda no site do evento, na recepção do Jornal O POVO (Av. Aguanambi, 282 – Joaquim Távora) e nas Lojas JEF Iguatemi e RioMar Fortaleza.
Programação completa: www.festivalvidaearte.com.br
O Povo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08