Carta de Cristóvão Colombo sobre a descoberta do «Novo Mundo» devolvida à Biblioteca da Santa Sé

Documento secular roubado dos arquivos encontrava-se em Atlanta, nos Estados Unidos da América
Cidade do Vaticano, 14 jun 2018 (Ecclesia) – Uma carta escrita pelo punho de Cristóvão Colombo, a anunciar aos reis católicos a descoberta do ‘Novo Mundo’, foi devolvida hoje à Biblioteca do Vaticano, depois de um acordo entre a Santa Sé e os Estados Unidos da América.

Segundo o portal Vatican News, o documento datado de 1493 estava atualmente na posse de um colecionador de antiguidades em Atlanta, de seu nome Robert Parsons, “não se sabendo exatamente quando nem como a carta terá sido roubada e substituída por uma cópia”.
Por intermédio da embaixadora dos EUA junto da Santa Sé, a referida carta regressou aos arquivos da Biblioteca do Vaticano, atualmente a cargo do arcebispo Jean Louis-Bruguès, numa cerimónia realizada na Livraria do Vaticano, e que contou aind com a presença do prefeito da Biblioteca Apostólica, o monsenhor Cesare Pasini.
Composta por quatro páginas, a carta de Cristóvão Colombo a anunciar a “sensacional descoberta” do Novo Mundo, das Américas, é conhecida como ‘A Epistola Christofori Colom’ nos catálogos do Vaticano.
Foi traduzido para latim e, de acordo com a Santa Sé chegaram a ser feitas diversas cópias, distribuídas por toda a Europa, “mas poucas sobreviveram às vicissitudes do tempo”, pode ler-se.
Quanto ao facto de o manuscrito original ter ido ter às mãos de Robert Parsons, um colecionador de Atlanta (EUA), o Vaticano foi alertado pela primeira vez para a possibilidade de roubo e falsificação em 2011.
Mais tarde, as autoridades norte-americanas conseguiram rastrear o percurso do documento original até Atlanta.
Soube-se então que a pessoa que tinha a valiosa carta na sua posse, Robert Parsons, tinha obtido o documento através de um vendedor de livros raros em Nova Iorque, por cerca de 900 mil dólares, em 2004.
Robert Parsons faleceu e foi a sua viúva que concordou em devolver a carta e abdicar de todos os seus direitos, em favor do Vaticano.
JCP

Comentários

Mais Visitadas

Tudo começa com o caderno de caligrafia

Livro aborda a memória crítica da escravidão

As dores da humanidade

11 Filmes para recordar o atentado do 11 de setembro

Missão da Unesco faz primeira visita ao Museu Nacional