Pular para o conteúdo principal

Flipop 2018: Festival de Literatura Pop divulga a programação

Por G1
 
O escritor americano Jeff Zentner, autor de 'Dias de despedida', que via participar do Flipop 2018; também cantor e guitarrista, ele já gravou com Iggy Pop, Nick Cave e Debbie Harry (Foto: J Hernandez/Divulgação)
O escritor americano Jeff Zentner, autor de 'Dias de despedida', que via participar do Flipop 2018; também cantor e guitarrista, ele já gravou com Iggy Pop, Nick Cave e Debbie Harry (Foto: J Hernandez/Divulgação)
A organização do 2º Festival de Literatura Pop (Flipop) divulgou, nesta terça-feira (19), a programação do evento, que acontece no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo, de 29 de junho a 1º de julho.
O evento é dedicado à ficção Young Adult (YA), termo em inglês que se refere a leitores adolescentes e jovens adultos. Best-sellers como "Jogos vorazes", "A culpa é das estrelas" e "Crepúsculo" são exemplos do filão.
Para entreteter esses jovens leitores, a Flipop 2018 tem 38 convidados divididos em mais de 28 mesas de bate-papos e atividades. Em nota, a organização informa que vai haver também "encontro de fandom, dicas de escrita, distribuição de brindes, conversas sobre Wattpad (plataforma on-line de livros gratuitos), fantasia, representatividade".
Um dos destaques internacionais é o americano Jeff Zentner, autor de "Dias de despedida" (Seguinte).
Também cantor e guitarrista, ele já gravou com Iggy Pop, Nick Cave e Debbie Harry. O perfil no site de sua editora brasileira informa que ele passou a se interessar por literatura YA depois de trabalhar como voluntário em acampamentos de rock no Tennessee.
Zentner morou dois anos no Brasil, na região da Amazônia. Hoje, vive em Nashville, nos Estados Unidos, com a mulher e o filho.
No time de convidados brasileiros, está Igor Pires da Silva, autor do livro "Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente" (Globo Alt), há seis meses na lista de mais vendidos no país.
Os ingressos para o Flipop 2018 custam R$ 50 por dia ou R$ 100 para todo o evento.
A Flipop foi criada pelo selo Seguinte, da Companhia das Letras, e nesta segunda edição tem participação de outras nove editoras: D'Plácido, Duplo Sentido, Editora Hoo, Globo Alt, Editora Planeta do Brasil, Morro Branco, Plataforma 21, Qualis e Todavia.

Veja, abaixo, a programação da Flipop 2018:

Sexta-feira (29 de junho)

Sessão de autógrafos: 14h30 às 16h
Sala A
  • 12h30 às 13h – Abertura
  • 13h15 às 14h30 – "Do Wattpad para as prateleiras", com Bruna Fontes, Mary C. Müller e Mel Geve; mediação de Babi Dewet
  • 14h45 às 16h – "Encontro da Guarda Escarlate", com equipe Seguinte
  • 16h15 às 17h30 – "Clichês e modas literárias", com Bruna Fontes, Luiza Trigo, Paola Aleksandra e Thati Machado; mediação de Frini Georgakopoulos
  • 17h45 às 19h – "Humor é coisa séria", com Fernanda Nia, Samir Machado de Machado e Vitor Martins; com Mediação de Jim Anotsu
Sala B
  • 13h15 às 14h30 – "As várias vozes do Brasil", com Jarid Arraes, Roberta Spindler e Socorro Acioli; mediação de Bruna Miranda
  • 14h45 às 16h – "Livros como profissão", com Ale Kalko (designer), Bruno Anselmi Mantagrano (pesquisador) e Guilherme Miranda (tradutor); mediação de Iris Figueiredo
  • 16h15 às 17h30 – "Livro ao vivo: Ambientação", com Eduardo Cilto e Eric Novello; mediação de AJ Oliveira e Jana Bianchi
  • 17h45 às 19h – "O que é uma protagonista forte?", com Iris Figueiredo, Lavínia Rocha e Roberta Spindler; mediação de Bárbara Morais

Sábado (30 de junho)

Sessão de autógrafos: 14h45 às 16h45
Sala A
  • 10h às 11h15 – "A escrita da identificação", com Lavínia Rocha, Olívia Pilar e Samuel Gomes; mediação de Jarid Arraes
  • 11h30 às 12h45 – "Os horizontes do YA (by Morro Branco e Plataforma 21)", com Bruna Miranda, Jim Anotsu e May Sigwalt; mediação de Cláudia Fusco
  • 13h15 às 14h45 – Bate-papo com Jeff Zentner; mediação de Vitor Martins
  • 15h15 às 16h30 – Dicas de escrita: Estrutura, com Socorro Acioli
  • 16h45 às 18h – "Um cuidado necessário: Escrevendo sobre temas fortes", com Iris Figueiredo e Mary C. Müller; mediação de Nathália Dimambro
Sala B
  • 10h às 11h15 – "Livro ao vivo: Personagem", com Samir Machado de Machado e Vitor Martins; mediação de AJ Oliveira e Jana Bianchi
  • 11h30 às 12h45 – "G de Grandes histórias", com Janaina Rico, Larissa Siriani, Mila Wander e Thati Machado; mediação de Bárbara Morais
  • 15h15 às 16h30 – Interlúdio, com Bruna Miranda, May Sigwalt, Melina Souza e Tatiany Leite
  • 16h45 às 18h – "Das páginas para a tela", com Keka Reis e Luiza Trigo; mediação de Babi Dewet

Domingo (1º de julho)

Sessão de autógrafos: 14h45 às 16h45
Sala A
  • 10h às 11h15 – "Garotos que amam garotos", com Eduardo Cilto, Samuel Gomes e Vitor Martins; mediação de Antonio Castro
  • 11h30 às 12h45 – "Falando de amor na internet", com Gabriela Barreira e Igor Pires da Silva, do "Textos Cruéis Demais"; mediação de Tatiany Leite
  • 13h15 às 14h45 – Bate-papo com Morgan Rhodes; mediação de May Sigwalt
  • 15h15 às 16h30 – Interlúdio, com Bruna Miranda, May Sigwalt, Melina Souza e Tatiany Leite
  • 16h45 às 18h – "Quem edita YA no Brasil?", com Flávia Lago (Plataforma 21), Nathália Dimambro (Editora Seguinte) e Veronica Gonzalez (Globo Alt); mediação de Taissa Reis
Sala B
  • 10h às 11h15 – "Livro ao vivo: Conflito", com Mary C. Müller e Roberta Spindler; mediação de AJ Oliveira e Jana Bianchi
  • 11h30 às 12h45 – "O que a fantasia diz sobre o nosso mundo?", com Eric Novello, Fernanda Nia e Lavínia Rocha; mediação de Felipe Castilho
  • 15h15 às 16h30 – "Dicas de escrita: Linguagem", com Socorro Acioli
  • 16h45 às 18h – "Meu ship naufragou", Bruna Fontes, Frini Georgakopoulos e Mel Geve; mediação de Iris Figueiredo
18h às 18h30 – Encerramento

Flipop 2018

  • Quando: de 29 de junho a 1º de julho
  • Onde: Centro de Convenções Frei Caneca – 4º andar (R. Frei Caneca, 569, Consolação, São Paulo. Referência: 850 metros da Av. Paulista, 700 metros da Estação Higienópolis-Mackenzie do metrô.)
  • Site oficial: www.flipop.com.br
  • Ingressos: R$ 50 por dia ou R$100 para o festival completo. O ingresso dá direito a participar de todas as palestras, atividades e sessões de autógrafos. À venda pela Pixelticket.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…